Escola Top Ténis: Do mini ténis à competição

2/03/2016 08:45 - Modificado em 2/03/2016 08:45
| Comentários fechados em Escola Top Ténis: Do mini ténis à competição

IMG_20160301_112256Criada pela necessidade de dinamizar a modalidade em São Vicente, a Top Ténis abriu as portas no dia 11 de Janeiro e tem como objectivo principal mudar a dinâmica do Ténis no Mindelo e, futuramente, ter jogadores a nível internacional. Conta também com o apoio dos tenistas locais e da Associação de Ténis da ilha.

A escola Top Ténis funciona no Ténis Club Mindelo e segundo declarações do treinador, tem tido muita envolvência por parte dos alunos e também de alguns elementos ligados à modalidade

Eduíno Santos, treinador e um dos sócios do Top Ténis, disse que a ideia de abrir uma escola de Ténis em São Vicente surgiu juntamente com o outro sócio António “Tony” Semedo, treinador cabo-verdiano radicado em Portugal.

Eduíno Santos explica que sempre que passavam férias em São Vicente, que por vezes coincidia na mesma época, os dois faziam clínica desportiva de ténis no Club Mindelo, aberto a todos os praticantes e amantes da modalidade em São Vicente e os participantes sempre gostavam e perguntavam quando é “que iríamos abrir uma escola de ténis em São Vicente”, conta ao NN.

Uma clínica de ténis é uma oportunidade para o principiante ter o primeiro contacto com uma modalidade que ainda não pratica. “É uma espécie de aula inicial com orientações técnicas de professores”, explica.

“Depois partíamos e perdia-se a dinâmica criada durante a clínica desportiva de ténis. Então começámos a trabalhar na ideia e como planeava regressar para São Vicente de forma definitiva, juntámo-nos e avançámos com o projecto, que na minha óptica é bastante ambicioso”.

Além de ser de São Vicente e o facto do Ténis Club Mindelo estar quase num ponto de estagnação antes de regressar para a ilha do Monte Cara, o que o motivou ainda mais, o clube estava a perder a sua dinâmica, segundo Santos. “Estava mais centrado nos adultos, do que nas crianças”, o que não funciona porque como qualquer desporto, o futuro está na formação”, esclarece.

“Como São Vicente tem muitos talentos, é importante criar uma base desde mini ténis de crianças a partir dos 5 anos até à fase adulta e é por isso que o nosso lema é “Do mini ténis à competição” porque o objectivo, como refere, é prepará-los de nível em nível até alcançarem o patamar das competições.

Futuramente, daqui a 2, 3 ou 4 anos, esperamos ter um nível sub10, 14. Criar mais competições e, neste momento o Clube, como se pode observar, está mais movimentado. “Consegui trazer mais pessoas e com quase dois meses a dar aulas neste projecto tenho mais de quarenta alunos, algo de que não estava à espera. Mas fico contente com esta adesão porque isto ultrapassa todas as minhas expectativas em tão pouco tempo”, conta feliz com a movimentação e a entrega dos alunos.

Outro objectivo, como nos fez saber o treinador principal da escola, é que mais tarde o Top Ténis possa dar suporte às outras ilhas.

“Quero futuramente, com apoios, ter um jogador internacional e, para isso, espero em breve ter alguns patrocínios e que as empresas se possam envolver, porque sem apoios não consigo fazer muita coisa, temos muito talento, mas muitos também não têm condições de pagamento”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.