Paróquia de S. Miguel Arcanjo: o sacrário é roubado e depois abandonado

1/03/2016 08:32 - Modificado em 1/03/2016 08:32

Paróquia de S. Miguel ArcanjoA igreja paroquial de S. Miguel Arcanjo, na ilha de Santiago, foi assaltada no sábado, tendo os assaltantes levado e abandonado o sacrário. Devido ao assalto, a paróquia estará encerrada até sexta-feira, onde será realizada uma adoração e vigília cuja finalidade é reparar a ofensa ao Santíssimo, assegura o padre Alfredo Inácio.

Os assaltantes levaram o aparelho de som, duas caixas de ofertas e o sacrário. Este foi abandonado na praia da Calhetona e em entrevista à RCV, o padre Alfredo Inácio considera um acto de repúdio e apela por mais respeito pelo sagrado. Após o assalto, a igreja irá ficar fechada até sexta-feira e o padre acrescenta que “temos agora de reparar esta grande ofensa ao Santíssimo Sacramento e essa reparação tem de ser sentida por todo o povo, uma vez que todos os cristão ficaram afectados”.

O padre Alfredo Inácio deu por falta dos objectos no domingo, porém, por volta das 11 horas, o sacrário foi encontrado na praia da Calhetona e foi necessária a presença do Bispo da Diocese que realizou uma cerimónia para a transladação do sacrário até à igreja, adianta o padre da paróquia.

Todavia, não se registou nenhum sinal de arrombamento. Assim sendo, o padre Alfredo Inácio acredita que os assaltantes entraram na igreja através de alguma janela ou porta que ficou aberta por descuido. O caso está sob investigação da Polícia Judiciária que foi contactada de imediato após a constatação do roubo.

  1. Micael Oliveira

    Quenha qui tinha robado liton, qui bai roba la Igreja, Depos ele e se equipa bai pa achada de monte conta mintira. també ficaias.z alguns d

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.