O que querem os ricos e famosos à mesa?

29/02/2016 09:36 - Modificado em 29/02/2016 09:36
| Comentários fechados em O que querem os ricos e famosos à mesa?

chefO “chef” do hotel Ritz, John Williams, já cozinhou para figuras como a Isabel II, os príncipes William e Kate, Bill Clinton ou Rod Stewart. Agora, revela segredos, histórias e as exigências deles à mesa.

“A melhor pessoa para quem já cozinhei é, sem dúvida, a Rainha”, começa por contar John Williams, chefe de cozinha daquele que é considerado o hotel mais glamoroso do mundo: o Ritz, em Londres. “Preparei uma refeição de quatro pratos, à base de carneiro, para o seu 80º aniversário, e essa foi, possivelmente, uma das experiências mais stressantes da minha vida. Ninguém oferece tanta pressão como a Rainha. Precisas de perfeição. Em ocasiões como essa, temos que garantir que tudo corre como planeado, por isso ensaiámos o evento completo várias vezes”, acrescenta ainda, em conversa com o jornal “Daily Mail

Ao longo dos seus 40 anos de carreira, Williams teve oportunidade de servir muitos outros membros da família real britânica. “Adoro cozinhar para o príncipe de Gales [Carlos]. Ele tem um paladar fantástico, sabiam? Uma vez, conseguiu desconstruir um molho inteiro e percebê-lo, estruturalmente, indicando todos os ingredientes. Muitos chefs não conseguiriam fazer isso!”, elogia.

Quanto aos duques de Cambridge, William e Kate, o profissional destaca a sua discrição – em vez de escolherem as melhores mesas do restaurante, preferem as mais reservadas – e simplicidade. “Os gostos da Kate são muito simples. O que eu noto é que as pessoas estão cada vez mais atentas à saúde, hoje em dia”. Bill Clinton é, também, uma dessas pessoas. “Quando ele veio jantar, foi tudo à base de vegetais cozidos a vapor”, recorda.

Outras das celebridades que passaram pelo seu restaurante, e que até fizeram questão de o vir cumprimentar à cozinha, foram Rod Stewart e Penny Lancaster. “O Rod gosta de comer caviar quando aqui vem. Também gosta de marisco e acho que, da última vez que cá esteve, comeu um bife de filé”.

Sempre que alguém ilustre é esperado no restaurante, a equipa do Ritz tem um procedimento a seguir: um dos primeiros passos é reservar-lhes a mesa um ou a nove (segundo Williams, as melhores da casa, tendo sido frequentadas por Margaret Thatcher); depois, o chef prepara-lhes algo único e especial. “O melhor prato é a lagosta com puré de coalhada apimentado e verbena de limão”, assegura.

O Ritz continua a ser um dos lugares preferidos dos mais ilustres para desfrutarem de uma refeição. Muito por mérito de Williams, que apostou em novos conceitos como o “menu surpresa”, no qual os desafia a comer algo fora do habitual, ou menu de trufas, que é um dos seus ingredientes de eleição.

Graças às iguarias deste chef, o hotel continua a ser um dos mais movimentados do mundo na hora das refeições, servindo, diariamente, cerca de 85 pessoas ao almoço, 95 ao jantar e ao pequeno-almoço.

Ainda assim, revela o chefe de cozinha, há pelo menos duas pessoas que ainda não teve oportunidade de conquistar como os seus pratos. “Adoraria cozinhar para o Barack e a Michelle Obama”, revela.

 

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.