Arresto de avião da TACV: oposição diz que é vergonhosa, PAICV diz que governo resolve já

29/02/2016 08:35 - Modificado em 29/02/2016 08:35

tacvO arresto do Boeing 737  dos TACV, no Sábado, num aeroporto da Holanda para o pagamento de dívidas da transportadora a fornecedores  está no centro da pré- campanha eleitoral. Tanto a UCID como o MpD responsabilizam o governo por essa situação  e o PAICV sai em defesa do  Governo . Janira Hopffer Almada admitiu as dívidas, mas assegurou que o Governo está a trabalhar para que possam ser pagas e a situação ultrapassada “o mais brevemente possível”.

Os partidos da oposição em Cabo Verde responsabilizaram hoje o Governo pela retenção de um avião da TACV na Holanda por alegadas dívidas a fornecedores, enquanto o PAICV garantiu que o executivo está a trabalhar para solucionar o problema. O presidente do MpD Ulisses Correia e Silva, considerou o sucedido grave, mas previsível “A situação dos TACV é grave e tem como responsável direto o Governo (…) que foi colocar na presidência da administração, por motivos políticos e partidários, um membro da comissão política do PAICV, em detrimento da capacidade e competência”.

Por seu lado, o líder da União Cabo-verdiana e Democrática (UCID), António Monteiro considerou a situação grave e vergonhosa.”Quando as dívidas da companhia chegam ao ponto de se arrestar o avião, é uma situação grave e vergonhosa, e gostaria de ver uma reação muito rápida do Governo, que tem a responsabilidade direta nessa situação, para limpar a imagem de Cabo Verde”.

A administração dos TACV remeteu para segunda-feira explicações sobre o arresto do avião.

Segundo a publicação ‘online’ “Cabo Verde Direto”, o Boeing 737-800 da TACV terá sido arrestado na tarde de sábado, no aeroporto de Roterdão, quando um representante do Ministério Público e agentes da polícia entraram a bordo.

Segundo o mesmo jornal, foi ordenada a evacuação e selagem do aparelho e a tripulação terá sido informada de que o motivo do arresto estava relacionado com dívidas da empresa a fornecedores.

A TACV tem enfrentado vários problemas financeiros, com o acumular de dívidas, cancelamentos e atrasos nos voos.

No final do ano esteve suspensa da câmara de pagamentos da Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA) e em consequência teve que passar a fazer todos os pagamentos a pronto ou antecipadamente. Foi readmitida na câmara de pagamentos em Janeiro.

Fonte: Lusa

  1. roxana aguilera

    teste

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.