Cabo Verde: Primeiros bebés das mães infectadas com Zika nascem sem Microcefalia

19/02/2016 08:07 - Modificado em 19/02/2016 08:07

zikavirusA Microcefalia nos bebés das mães infectadas com vírus do Zika é uma hipótese, porém em Cabo Verde os bebés das primeiras grávidas infectadas pelo vírus, não nasceram com a doença assegura a Ministra da Saúde, Cristina Fontes.

São 15 os bebés que nasceram na ilha de Santiago e sem Microcefalia, desta forma a Ministra de Saúde diz em entrevista a RCV que até então não há nenhum distúrbio neurológico, ou consequência do vírus Zika. Apesar das suspeitas dos casos no Brasil, no qual crianças das mães infectadas nasceram com Microcefalia, mas em Cabo Verde esta possível causa/efeito não se constatou. Neste sentido a Ministra da Saúde garante que “ poderemos contribuir para os estudos da comunidade científica, assim estamos a preparar núcleos para realização dos estudos e será uma contribuição de Cabo Verde.”

Cristina Fontes esclarece que há uma hipótese do vírus ser diferente do Brasil, uma vez que em África ainda não se registam crianças com Microcefalia devido a infecção do Zika, mas alerta que “ ainda é cedo para tirar conclusões, portanto vamos dando hipóteses e acompanhando com toda a cautela.”

Ponto de situação em Cabo Verde

A Ministra da Saúde assegura que desde de Quarta-feira não registou-se nenhum caso na cidade da Praia, na ilha do Maio há quatro semanas sem novos casos com vírus do Zika e São Filipe regista-se uma redução.

Cristina Fontes pensa que até o final de Fevereiro será possível apresentar a resolução, mas há que fazer o pós epidemia, no qual a ministra afirma que “ é necessário continuar a combater os vectores, porque se não forem controlados corremos o risco. Logo o que nós queremos é acabar com a possibilidade de transmissão, mas precisamos do apoio de todos.”

  1. inhame combate virus dengue e virus zica,o que causava a microcefalia era um produto medicamentoso que era colocada nas aguas da rede publica especialmente na zona de Pernambuco,no Brazil

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.