Promessas não cumpridas: Compra de helicópteros

2/02/2016 08:07 - Modificado em 2/02/2016 08:07

HELICOPTERO2O NN passa a partir de hoje a lembrar  as promessas de maior dimensão  que foram feitas na ultima campanha eleitoral ,2011, e que não foram cumpridas. É sabido que neste tempo a boca mora na ladeira , mas daqui por cinco anos , com vida e saúde , aqui estaremos para cobrar as promessas de 2016.

O processo da compra de helicópteros deveria estar concluído no fim da actual legislatura, afirmação feita pelo Primeiro-ministro em 2013, em declarações à RCV.

De acordo com a entrevista, José Maria Neves garantiu que até ao final da legislatura, que está próximo, seria feita a aquisição dos aparelhos, sendo um dos propósitos tirar a ilha Brava do isolamento.

Com as eleições marcadas para o dia 20 de Março, é de se questionar se ainda há tempo para adquirir esses equipamentos ou se há muito que não fazem parte dos planos do actual Governo.

Na altura, JMN afirmou que era um projecto bastante caro, mas garantiu que era possível mobilizar parceiros e recursos para concretizar o projecto de unir as ilhas, de Norte a Sul e inserir a Ilha das Flores no roteiro de desenvolvimento do País. O projecto rondava cerca de 60 milhões de euros, mas até agora não se sabe o que aconteceu e porque não foi para a frente.

Recordando que enquanto isso não acontecesse, o executivo iria trabalhar na melhoria dos transportes marítimos, sabe-se que ainda há grandes dificuldades no acesso a estas ilhas e o transporte marítimo continua deficiente. E o projecto anunciado em 2009 parece que continuará a ser apenas um projecto que iria facilitar a Guarda Costeira e melhorar as missões da Protecção Civil e da defesa do espaço aéreo e marítimo de Cabo Verde.

  1. Eduardo Oliveira

    Não hà dinheiro para helicopteros mas hà-o para salàrios astronômicos e aeroportos (prometidos !!!). Num pais arquipelàgico. um helicoptero e um hidroavião serviriam com muita satisfação. Assim, a Brava e o Fogo estariam mais proximos das outras ilhas e em caso de urgência algo doente socorrido.
    Que os santantonenses, os foguenses e os bravenses, sobretudo, pensem nisso agora que se fala da Regionalização.

  2. Oliveira Santos

    “José Maria Neves garantiu que até ao final da legislatura, que está próximo, seria feita a aquisição dos aparelhos, sendo um dos propósitos tirar a ilha Brava do isolamento.”

    Promessa para adormecer alguns.
    As aeronaves têm vida contada mas as Cidades ficam para a glôria dos megalômanos.

    Contando estôrias de embalar
    là conseguiu quinze anos ficar.

  3. Francisco andrade

    Eu prefiro acreditar no Pai Natal do que no senhor 1 º ministro JMN.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.