Mais de mil turistas impedidos de irem para a Boavista devido à bruma seca

29/01/2016 07:55 - Modificado em 29/01/2016 07:55

bruma secaO fenómeno da bruma seca que tem vindo a assolar o País nos últimos dias tem causado vários constrangimentos no que diz respeito às viagens domésticas, tendo agora afectado algumas ligações internacionais.

Desta vez, a bruma seca prejudicou os planos de cerca de 1036 turistas com proveniência de Inglaterra, Itália, Suécia, Noruega e Holanda que pretendiam viajar para a ilha da Boavista nos últimos dois dias.

De acordo com Pedro Brito da agência viaçion , em declarações a RCV , os passageiros da Holanda tiveram de ser desviados para a cidade da Praia devido à falta de lugares nos hotéis na ilha do Sal.

“O avião deveria fazer Amesterdão-Boavista-Sal, mas devido à bruma seca foi desviado para a ilha do Sal, e como no Sal não havia lugares, foi para a Praia onde os passageiros acabaram por ficar. Depois, regressou para a ilha do Sal, onde apanhou passageiros para Amesterdão”, explica Pedro Brito, que afirma ainda que ontem, quinta-feira, um avião foi deslocado de Amesterdão para a Praia, para levar os passageiros à Boavista e dali para Amesterdão”.

Só que, segundo o agente de viagem, estes acabaram por não ficar a semana que tinham planeado na ilha das dunas, o que acabou por enfurecê-los.

Pedro Brito assegura ainda que os turistas ficaram indignados com a situação e reclamaram do serviço na capital do País. Pedro acredita que não voltarão mais para Cabo Verde.

E os passageiros de Bermingham, Inglaterra foram desviados para Porto Santo na Madeira, Portugal.

As ligações domésticas já foram retomadas e os voos voltaram à normalidade.

  1. Poirrot

    O problema de bruma seca é um problema recorrente dado à localização geográfica das ilhas, no prolongamento do deserto que atravessa o continente africano desde o mar vermelho ao atlântico e devido ao facto que na nossa região a direção do vento ser Este/Oeste.
    Sendo assim, todos os anos, durante os meses de Dezembro, Janeiro, Fevereiro, podemos ser confrontados com esse fenómeno.
    Neste caso concreto, cabe aos operadores do sector encontrar alternativa. Por exemplo levar os turistas de Sal até Boa Viste de barco. Seria também uma oportunidade para CV FAST FERRY ganhar algum dinheiro. eh, eh, eh, eh, …

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.