Rio implementa novas medidas contra o zika a pensar nos Jogos Olímpicos

25/01/2016 08:15 - Modificado em 25/01/2016 08:37
| Comentários fechados em Rio implementa novas medidas contra o zika a pensar nos Jogos Olímpicos

dengueA Câmara do Rio de Janeiro anunciou novas medidas de controlo para o virus zika a propósito doso Jogos Olímpicos, período em que milhares de turistas estrangeiros são esperados na cidade.

Tem crescido nas últimas semanas um temor internacional sobre os riscos de epidemia, com alertas dos governos dos Estados Unidos, Canadá e União Europeia, que pediram que mulheres grávidas evitem viagens para o Brasil devido às suspeitas de que o vírus cause a microcefalia em bebés.

De acordo com a BBC Brasil, o Rio deve intensificar o trabalho de vistoria das instalações olímpicas a partir de abril a fim de identificar focos do Aedes aegypti – transmissor dos vírus da dengue, chikunguya e zika – e garantir que as obras, em fase final, não contribuam para a proliferação do mosquito.

Quando faltar um mês para o início das competições (a 5 de agosto), haverá nova vistoria em todas as instalações olímpicas para determinar a necessidade de borrifar inseticida, prática que não poderá ser usada durante os Jogos devido à utilização de químicos.

O Brasil contabiliza, até 20 de janeiro, 3.893 casos suspeitos de bebés nascidos com microcefalia em 21 Estados, sendo a maioria em Pernambuco (1306), Paraíba (665) e Bahia (496), refere ainda a BBc Brasil.

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.