Nish Wadada, cantora cabo-verdiana, está nomeada para melhor álbum de Reggae em França e apela ao voto

23/01/2016 09:45 - Modificado em 23/01/2016 09:45
| Comentários fechados em Nish Wadada, cantora cabo-verdiana, está nomeada para melhor álbum de Reggae em França e apela ao voto

Nish WadadaA artista cabo-verdiana Nish Wadada está nomeada para melhor álbum de Reggae em França nos conceituados prémios “Les Victories du Reggae 2016” cuja intenção é premiar os melhores álbuns e artistas de Reggae no mundo.

“É uma honra e um orgulho muito grande estar nomeada para estes prestigiados prémios com o meu primeiro álbum Jah Calling, ao lado de grandes lendas do Reggae e que já levam dezenas de anos de carreira, como Israel Vibration, Midnite (trabalho a solo do vocalista), Barrington Levy entre outros”, diz a cantora Nish Wadada em nota de imprensa. Para que a cantora ganhe este desafio musical, Nish Wadada precisa de votos e a votação decorre até ao dia 05 de Fevereiro de 2016.

Para votar em Nish Wadada pode aceder aos links:

http://www.reggae.fr/victoires-du-reggae.php

Para escutar o álbum:

http://www.deezer.com/album/11758092

Para escutar o remix:

http://we.tl/Svd64AQPul

O álbum que está na corrida dos melhores do Reggae é intitulado de “Jah Calling” sendo uma faixa musical que fez nascer o nome do disco que contém 11 músicas sendo todas as composições da autoria da cantora. Nish Wadada conta ainda com a produção do reconhecido label francês Microkosmos, o mesmo que produziu a artista Mokalamity.

A cantora opta por letras que apelam à consciencialização da identidade e cultura africana e no álbum pode-se notar a forte presença deste tema, visto que fazem parte das músicas “Mama África”, “Kriolo” e “Marcus Say”. Nish Wadada dá voz ao amor universal e ao amor à mãe natureza como nas músicas “Amor” e “My King” e canta ainda sobre a crise de valores, incluindo a da sociedade cabo-verdiana, patentes nas músicas “Korda”, “Sister Queen” e “Jah Calling”.

Este projecto conta com a forte participação de músicos afectos à crioulidade, como o cabo-verdiano Kim Alves, da Jamaica ou das Antilhas e Martinica, incluindo ainda músicos de bandas como Solar System (Alpha Blondy) e FFF (famosa banda de punk francesa), entre outros.

“Jah Calling” será lançado numa edição especial para Cabo Verde no próximo mês de Março e também estão agendados para os meses de Março/Abril de 2016, espectáculos em Paris, Berlim, Barcelona, Lisboa, Lião e Londres, entre outros.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.