Centro da Juventude: Missão de preparar os jovens

15/01/2016 08:13 - Modificado em 15/01/2016 08:13
| Comentários fechados em Centro da Juventude: Missão de preparar os jovens

DCIM100MEDIA

A preparação dos jovens para assumir um papel nas suas comunidades tem sido uma das preocupações do Centro da Juventude, com formações constantes com o intuito de passar conteúdos para os jovens para desenvolverem nas suas comunidades. Uma nova formação está a ser ministrada pelo Centro da Juventude com uma técnica credenciada pela União Europeia. Uma formação que Manuel Fortes, do Centro da Juventude, sente que difere das outras formações porque “é mais prática”, ou seja, cada participante vai ter de desenvolver um projecto para ser aplicado na sua comunidade.

Neste processo estão a ser ensinados a terem instrumentos de comunicação e acompanhamento de outros jovens para uma prática de voluntariado de forma mais significativa, garantir um espaço de reflexão e construção colectiva que permita uma gestão mais eficiente das iniciativas dos jovens que frequentam o Centro da Juventude. O outro ponto é aproveitar o potencial de voluntários internacionais na dinâmica do voluntariado local.

A vinda de voluntários internacionais para o País e o envio de jovens para o exterior tem sido uma constante. Espera-se que estes momentos sejam aproveitados da melhor forma possível.

“Temos tido troca de voluntários a nível internacional e sistematicamente estamos a enviar jovens para o exterior e temos também recebido. Portanto, o objectivo é que os nossos jovens sejam capacitados para quando forem para o exterior possam fazer alguma diferença. Não apenas um simples intercâmbio mas também integrar e trazer algo de novo”, explica Fortes.

Manuel Fortes acredita que a nível do voluntariado “São Vicente tem estado na linha”. E garante que São Vicente está bem organizado e estruturado, mas assume que falta trabalhar noutra vertente, o voluntariado sénior. “Temos muitas pessoas que já estão reformadas mas que ainda têm muito para dar. E basicamente seria uma aposta bastante forte porque em São Vicente sempre existiu o espírito de colaborar”. Espera que este tipo de voluntariado possa ser organizado e incutir nos menos novos o voluntariado sénior.

Ainda fica o desejo demonstrado pelos jovens de tirarem cada vez mais proveito das formações que têm ao seu dispor de forma que possam ser úteis no seu dia-a-dia. “O Centro pode criar uma via para os jovens se inserirem num mundo mais global e devem aproveitar as oportunidades para criarem novas oportunidades”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.