Santo Antão: Falso agente da polícia fica em prisão preventiva

8/01/2016 05:52 - Modificado em 8/01/2016 05:52
| Comentários fechados em Santo Antão: Falso agente da polícia fica em prisão preventiva

Imagem de prisãoEm Santo Antão, na cidade do Porto Novo, um indivíduo de 37 anos de idade, é acusado de ter burlado sete pessoas e aguarda julgamento em prisão preventiva. A medida aplicada justifica-se pela gravidade do crime, visto que o arguido se fez passar por funcionário judicial, polícia e por fiscal das finanças com o intuito de extorquir dinheiro às pessoas.

O arguido é natural da ilha do Sal e terá burlado algumas pessoas na ilha das Montanhas. O mesmo foi detido e apresentado na quarta-feira ao Juiz da Comarca do Porto Novo que optou pela prisão preventiva como medida de coação, tendo em conta a gravidade dos crimes de que é acusado, visto que se identificava como “agente da autoridade” para extorquir dinheiro às pessoas. Em particular, apresentou-se como funcionário judicial, polícia e fiscal das finanças, diz à Inforpress o inspector Augusto Fortes dos Serviços de Investigação Criminal da Esquadra da Polícia Nacional do Concelho.

Augusto Fortes adianta que o arguido também é acusado de ter cometido os mesmos crimes noutras ilhas de Cabo Verde.

As autoridades policiais escusam-se, para já, a avançar os valores que esse indivíduo terá retirado das pessoas que, nesse tempo, foram ludibriadas por ele, passando-se por “falso” procurador, agente da polícia e fiscal das finanças.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.