Atenção voltada para as eleições: os eleitores querem soluções

5/01/2016 09:20 - Modificado em 5/01/2016 09:20
| Comentários fechados em Atenção voltada para as eleições: os eleitores querem soluções

votarAs festas do ano novo já passaram, iniciou-se as primeiras manifestações do carnaval 2016. Mas apesar da parte festiva que compõe o cabo-verdiano, as atenções de 2016 centram-se também nas três eleições a serem realizadas durante o ano. A primeira e já com data marcada para o dia 20 de Março.

Cabo verde encontra-se num momento decisivo em que vai escolher os líderes que governarão o país nos próximos cinco ou quatro anos, neste caso para as autarquias. Numa visão expressa por alguns cidadãos o sentimento é que se possa haver mudanças de forma com que as pessoas possam melhorar as condições de vida.

“Precisámos uma mudança urgente no país em termos de governação. E não falo apenas de troca de pessoas, mas sim de ideias, projectos. Tem que ser feito algo para mudar o estado das coisas”. Esta é a reflexão de um jovem da zona de Monte Sossego, Patrick Delgado. Na mesma linha de pensamento, sem entrar em questões partidárias, Adilson Santos, também de Monte Sossego, diz que os modelos de governação têm que mudar. E como exemplo fornece as questões do desemprego, “que ano para ano só tem piorado, sem medidas concretas”.

O estado das coisas na ilha tem preocupado muito e que a questão de mudança é uma “prioridade”. As próximas eleições vão ser de certeza de mudança já que se trata de novas caras concorrendo para o cargo de Primeiro-ministro. E neste sentido que Nélio Dias reforça a ideia de que é necessária uma mudança de ideias e procura de soluções mais do que pessoas em si.

Com as dificuldades vividas na ilha de São Vicente os político tem-se tornado persona non grata. Num estudo da Liga Juvenil em São Vicente ficou patente este sentimento. Questões como o desemprego tem estado no topo da lista das preocupações com a ilha de São Vicente a apresentar uma das maiores taxas.

Das principais mudanças e soluções que alguns entrevistados dizem querer ver é na questão do desemprego. “Ano por ano tem havido muitas promessas mas o que os jovens querem é soluções”, como considera Hélder Delgado, em Espia.

Mesmo que haja alguma relutância em aceitar as promessas do políticos as pessoas esperam soluções, e que o ano de 2016 seja um ano importante para o país, não para os partidos para que as pessoas possam desfrutar da melhor forma o seu país, “com oportunidade para todos”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.