TACV: “Uma empresa em coma” segundo o MpD

22/12/2015 08:07 - Modificado em 22/12/2015 08:07

TACVPara o Presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva, a TACV “é uma empresa em coma sob sistema de respiração artificial e basta desligar o aparelho que a empresa morre”. Desta forma, o líder do MpD classifica o estado actual da empresa, agravada com a suspensão da TACV por parte da IATA (International Air Transport Association) dos serviços IATA Clearing House, um programa de compensações entre companhias aéreas.

Para Ulisses Correia e Silva, é uma situação que não dignifica Cabo Verde e todo o percurso feito pela empresa com esforço e sacrifício, para agora estar numa situação degradante.

Correia e Silva assevera que o responsável pelo estado actual da TACV é o Governo de Cabo Verde. “O Governo de Cabo Verde deixou a empresa chegar à situação em que chegou e quando a IATA afirma que a TACV está fora do sistema de compensação de pagamentos, está a dizer que é uma empresa que não tem confiança e não tem credibilidade para pagar todos os seus serviços”. Antevê uma pressão deste organismo sobre a TACV para exigir os pagamentos o que pode sair muito mais caro à TACV, podendo vir a perder os seus aviões.

“O Primeiro-ministro continua a falar sobre privatizações sem resolver este problema, fala sobre injectar capital e os problemas continuam a agravar-se dia após dia”. Neste sentido, este líder partidário esperava mais do Governo de José Maria Neves.
Por sua vez, a Presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, afirma que os políticos precisam de ser responsabilizados pelo que afirmam. E sugere uma reflexão sobre o tema, defendendo que talvez já é altura de deixar de haver imunidade, como acontece actualmente. E promete levar esta reflexão para o seio do partido.

Entretanto, a RCV noticia que a TACV para dar vazão ao fluxo de pessoas nesta quadra festiva alugou um avião.

  1. carlos bentub

    se o MpD nao ganhar as eleiçoes no proximo ano ira entrar em coma profunda mas pelo menos espero que ganhan juizo hahahahahaha

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.