Agentes prisionais entregam aviso de greve para os dias 23 e 24

18/12/2015 08:05 - Modificado em 18/12/2015 08:05

Greve_PN veste a farda de agentes prisionais nos presídios (1)Os agentes que garantem a segurança nos presídios de Cabo Verde pretendem entrar em greve de quarenta e oito horas nos dias 23 e 24 de Dezembro caso os assuntos pendentes não forem resolvidos. O pré-aviso de greve já foi entregue, resta agora aguardar acordos para que a greve não aconteça.

Os agentes prisionais ainda estão a esperar para crer. Apesar das várias reivindicações, a classe que trabalha para a segurança das cadeias prisionais de Cabo Verde tutelados pelo Ministério da Justiça , até agora não viram o resultado dos acordos. Os compromissos assumidos não foram assumidos.Para o secretário permanente da SINTAP, Eduardo Fortes, as idas às mesas de negociações não podem continuar se os acordos assinados não forem cumpridos.
Dada a situação os agentes prisionais já entregaram um pré-aviso de greve. Uma greve nacional de 48 horas está prevista para os dias 23 e 24 deste mês, casos respostas aos pedidos não forem dadas ainda esta semana atendendo as reivindicações dos agentes prisionais.

Segundo Eduardo Fortes, secretário permanente da SINTAP, decidiram partir para greve tendo em conta os compromissos anteriormente assumidos que até ao momento aguardam por respostas, nomeadamente a questão do fardamento, recrutamento de novos agentes, questões acordadas ainda em finais de 2014.O secretário acredita que o número de agentes afectos é insuficiente para atender a grande população de prisioneiros. Por isso entende que com o crescimento de pessoas nas prisões, os agentes prisionais são obrigados a trabalhar mais de forma a responder as necessidades do serviço.

Deste modo é necessário aumentar o número de agentes a fim de também contribuir para as condições de segurança dos estabelecimentos prisionais.Uma outra reivindicação citada pelo sindicato é a questão do pagamento de horas extras dos agentes da cadeia da ilha do Sal que se arrasta desde 2011. “Os trabalhadores não podem continuar na situação sem serem compensados pelo trabalho.A reunião de conciliação esta marcada para esta manhã de sexta-feira. O sindicalista acredita que do encontro possam sair respostas positivas.

  1. VIRULENTO

    Manifestação,Greve, etc etc já perderam piada e viraram tchacota e troça em Cabo Verde. Pena, que tudo isso os derrotados e visados são os Sindicalistas e organizadores deste evento que não entenderam a estratégia do Governo para ultrapassar essa questão dos policiais , justiças , trabalhadores alfandegários, profs e demais que já em Janeiro nada se pode fazer, deixando tudo na banho-maria para proximas legislaturas. São actos normais que poerão requerer a requisição civil neste caso que as prisões não poderão ficar à Deus dará.Haja saco e feliz ano 2016!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.