28 anos depois Baia 2012 encanta milhares: será da lua cheia ou da sabura ?

18/08/2012 01:13 - Modificado em 18/08/2012 01:13
| Comentários fechados em 28 anos depois Baia 2012 encanta milhares: será da lua cheia ou da sabura ?

A 28ª edição do Festival da Baía das Gatas arrancou com duas horas de atraso motivado por problemas no quadro elétrico do palco. Os Novos Talentos de São Vicente garantiram a abertura do espetáculo, seguidos do músico, Vasco Martins, um dos fundadores do festival. Vozes de São Vicente vieram depois para prestar o seu tributo a Cize e com eles trouxeram uma assistência que deu novo visual ao certame.

O Festival da Baía das Gatas surgiu há 28 anos, em que a homenageada desta, 28ª edição Cesária Évora teve o privilégio de ser uma das primeiras intérpretes a participar nesse evento. Cize partiu a cerca de 8 meses e deixou um legado ao povo cabo-verdiano, que é reconhecido por todos.

A noite de hoje, amanhã e domingo é dedicada a esta mulher que encantou o mundo com a sua voz. Pelo que o primeiro tributo, a Diva dos Pés Descalços veio do projecto, Novos Talentos de São Vicente, que englobou um grupo de jovens, participantes do Master Music 2012.

Cee Jay, Grupo Hello, 100% Batida, Sector Urbano, Artment, Khaly tiveram a oportunidade de realizar o sonho artístico de subir ao palco da Baía das Gatas para apresentarem as suas músicas.

De seguida, Vasco Martins e Tchalé Figueira acompanhados de Micau Chantre na bateria entraram em palco para vibrar o público com as composições de caracter instrumental, com inspirações da música tradicional cabo-verdiana. Vasco Martins foi um dos fundadores do festival, em 1984 e 28 anos depois regressou para prestar uma singela homenagem a Cesária Évora.

E no final da actuação Martins afirmou que “a actuação foi admirável, dinâmica e fantástica. Foi como reviver o primeiro festival da Baía das Gata. Foi com muito boa destreza de saber tocar a música instrumental cabo-verdiana que vim participar e espero regressar no futuro”.

Mas a homenagem não ficou por aqui  por aqui, porque o projecto Vozes de São Vicente entrou em palco, com único objectivo: esta noite dedicamo-lo a Cize, a nossa rainha. E deste projecto fizeram parte Diva Barros, Jorge Sousa, Nilza Xalino,Naldina Fortes, Manecas Matos, Jennifer Solidad, Zizi Vaz, Dudu Araújo Nha Kapa, Nilton Gomes, Bitina Lopes, Val e Roberto Xalino,

O músico Constantino, que já compôs músicas interpretadas pela homenageada voltou a Baía das Gatas, pelo segundo ano consecutivo para vibrar o público com os enredos do carnaval Mindelense. Por seu lado, Bonga, músico de Angola, autor do tema Mariquinha trouxe o Semba, um estilo correspondente ao samba brasileiro para encerrar a primeira noite do festival.

De realçar que no início do espetáculo registou-se uma fraca adesão das pessoas, mas que aquando da actuação das Vozes de São Vicente, a assistência cresceu junto ao palco, o que veio dar um novo visual ao certame.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.