António Mascarenhas Monteiro agraciado pela Universidade do Mindelo com o Doutoramento Honoris Causa

11/12/2015 08:32 - Modificado em 11/12/2015 08:32

Masacarenhas1Adriano Moreira, português, académico e político, recebeu a mesma distinção em 2011. Onésimo Silveira, cientista e político cabo-verdiano, em 2012 e, agora, em 2015, António Mascarenhas Monteiro, ex-Presidente da República de Cabo Verde.

As comemorações do 13º aniversário da Universidade do Mindelo tiveram como ponto alto a atribuição do título de Doutor Honoris Causa ao primeiro Presidente da República de Cabo Verde (1991 e 2002), António Mascarenhas Monteiro, depois da Abertura Política em 1990.

O auditório da Universidade do Mindelo, Onésimo Silveira, foi o palco da cerimónia onde não faltaram elogios do reitor da universidade, do padrinho e da madrinha do outorgado e também do Primeiro-ministro que presidiu à cerimónia.

Para o reitor da Universidade Albertino Graça, a decisão de outorgar o título de Doutor Honoris Causa deve-se ao facto do seu papel de destaque e contributo num importante período da vida do país e do seu inegável mérito como político, académico, jurista e homem público.

Ondina Ferreira, na qualidade de madrinha de Mascarenhas Monteiro e também responsável pelo elogio académico do mesmo, caracterizou-o como sendo um homem simples, modesto e pela riqueza interior que demonstra no trato com outrem. “Tudo isso adveniente da sua boa formação e capacidade humanas”, realçando ainda mais a personalidade do homem que considera um grande amigo e um homem extremamente nobre.

Mascarenhas2Fazendo uma retrospectiva da vida de Mascarenhas Monteiro, desde a sua infância até aos dias actuais, Diogo Freitas do Amaral afirma que a “máxima láurea baseia-se numa brilhante carreira de jurista, de alto magistrado judicial, de escritor de livros científicos, de diplomata bem sucedido e ainda o feliz desempenho do cargo do supremo magistrado da Nação, Presidente da República de Cabo Verde em dois mandatos consecutivos ao longo de dez anos”. Para o político e académico português, só isso justifica a escolha e o merecimento do título de Doutor Honoris Causa atribuído a Mascarenhas Monteiro.

Condecorado por duas vezes em Portugal, primeiro com o Grande Colar da Ordem da Liberdade pelo ex-Chefe de Estado Mário Soares, e depois com o Grande Colar da Ordem do Infante D. Henrique, pelo ex-Presidente da República Jorge Sampaio, Mascarenhas Monteiro é, no entender de Freitas de Amaral, um dos homens mais singulares do País.

Por seu lado, o Primeiro-Ministro José Maria Neves, caracterizou-o como um dos homens mais ilustres de Cabo Verde que deu um “inestimável contributo para a consolidação da independência nacional e qualificação do Estado de direito democrático, bem como em prol de várias causas sociais e humanas tanto no País como no estrangeiro”. E que, no fim de dois mandatos como Presidente da República, continuou a engrandecer o bom nome de Cabo Verde.

  1. Mindelense

    Bendita Universidade do Mindelo que por merito teima em colocar Mindelo e Sao Vicente na senda do desenvolvimento e brindar-nos com mais esse acontecimento. Certamente que a UNICV – Praia e o Instituo do Jorge Carlos Fonseca e tudo o mais da Prai devem estar espumando-se de raiva mas a nobreza e a grandeza do nosso querido Mindelo, mede-se por essses grandes pormenores. Contrariando a tendencia da Praia aqui estamos prontos para lutar e promover e colocar Mindelo e Sao Vicente no lugar de destaque a que sempre esteve! Quem gostar gostou e quem nao gostou…chupa limao!

    Viva UNIMINDELO, Viva Mindelo e viva Soncente!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.