Greve das Alfândegas: cidadãos não conseguem levantar mercadorias

9/12/2015 08:24 - Modificado em 9/12/2015 08:24
| Comentários fechados em Greve das Alfândegas: cidadãos não conseguem levantar mercadorias
SAMSUNG DIGITAL CAMERA

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

O segundo dia de greve dos funcionários nas Alfândegas cria problemas  para os transportadores de cargas, para os motoristas e para os cidadãos que tentaram levantar mercadorias.

Em São Vicente  algumas pessoas foram barradas e não conseguiram levantar as suas mercadorias do cais, mas à semelhança da cidade da Praia, só levantaram os pertences registados anteriormente à greve. Contudo, um despachante contactado pelo NN afirma que mesmo com a paralisação, o trabalho no cais está a decorrer dentro da normalidade possível, graças ao desempenho do Director Octávio Costa. Alguns cidadãos dizem que compreendem os motivos e respeitam o direito à greve, mas realçam o facto dos constrangimentos inerentes, entre os quais, a preocupação com a época natalícia, visto que poderá atrasar todo o processo de levantamento das mercadorias e receiam ficar sem bacalhau que vem de fora para a ceia, “porque somos um povo de emigração e muitos sobrevivem com a ajuda dos familiares no estrangeiro e Mindelo não é excepção”.

Na cidade da Praia, na Alfândega em Achada Grande-Praia, por sua vez, muitos transportadores de carga que fazem prestação de serviços, condutores de táxis e carrinhas de caixa aberta ficaram à espera de frete no segundo dia de greve, contudo, sem sucesso, porque só as pessoas com os processos despachados antes da manifestação conseguiram fazer o levantamento das cargas devido ao serviço mínimo que está a ser prestado, isto de acordo com a RCV. Alguns entrevistados relatam que muitos trabalhadores ficaram sem ganhar um dia de trabalho, mas também há clientes que não conseguiram levantar os seus pertences porque não os tinham despachado antes do início da greve. Assim, para além deste transtorno, perderam a “viagem” e tiveram gastos com a deslocação ao cais.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.