Roubo na AMP: investigação quer saber se houve colaboração de funcionários do Banco

7/12/2015 08:13 - Modificado em 7/12/2015 08:13

cheque1Este online sabe que a Polícia Judiciária já está a investigar o roubo de cerca de mil contos na Agência Marítima e Portuária que é atribuído a tesoureira. Confirma-se que esta terá feito o levantamento do dinheiro em cheques passados em nome da AMP quando estes deveriam ser depositados na conta desse instituto.

A confirmar-se o golpe foi possível porque a tesoureira não colocava no verso do cheque o número da conta da AMP, o que de acordo com os procedimentos bancários impedem que o cheque seja levantado, mas sim depositado na conta. Mas os cheques, que foram levantados, estavam carimbados e assinados por dois administradores, mas não tinham o número da conta no verso. O que possibilitou que a tesoureira ou outra pessoa pudesse fazer o levantamento. Mas este online sabe que a investigação estranha que no banco onde a tesoureira fez os levantamentos em dinheiro, não tenham lhe solicitado um documento que lhe autorizava a fazer esses levantamentos em dinheiro.

Mas bancários contactados pelo NN afirmam que “quando alguém apresenta um cheque devidamente assinado e carimbando e o endosso não está feito para nenhuma conta, o caixa depois de fazer a verificação das assinaturas deve fazer o pagamento”. E concluem “se foi isso que aconteceu os caixas em causa agiram de acordo com  os procedimentos  e quando se quer que um cheque seja depositado basta traçar o cheque e pronto”.

  1. Isso é muito simples. Quer dizer que na AMP estão cheios de verba. Os Administradores, todos incompetentes, autorizam o levantamento de dinheiro do banco e eles nem se importam qual o destino que o seu serviço vai dar ao montante. Se é para pagar papel higiénico ou se é para pagar água e luz. O dinheiro não é deles ou será? Será que há gente administradora na AMP com dinheiro vivo nos cofres do seu gabinete e a tesoureira que não é burra viu isso e se aproveitou. Haverá mais milhenas espalhadas pelas gavetas, cofres, armários na AMP. Pelos vistos o Governo pode transformar de Direção Geral a Instituto, de Instituto a Agência e agora de Agência a Super Fundação que tudo fica na mesma. Há dinheiro sem controlo do Estado a bailar nos corredores da AMP e quem chegar primeiro abocanha. Então Cristina Duarte? Presta atenção nos ratões de colarinho branco que estão lá na Agência há muito tempo.

  2. joão

    Todos lembramos ainda do desvio de dinheiro do Delegado marítimo em S.Antão. A culpa é dos dirigentes da Agencia Marítima. Foram avisados a tempo, mas levaram mais de um ano para agirem. Agora levaram 8 meses. Em vez de controlarem os trabalhos, ficam a resolver os seus problemas pessoais, como por exemplo tornarem quadros da AMP, para no futuro ficarem a receber um bom salário sem contar com as regalias. Mas esperamos que testa vez o ministério público investiga, assim como os partidos da oposição. O Administrador pela área financeira não fez o seu trabalho, Segundo comentam na AMP ele é o responsável e deveria ser levantado um processo disciplinar e ser colocado na rua. um abraço do americano.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.