Ribeirinha: Pitbull abatido pela PN após ferir duas pessoas

3/12/2015 08:04 - Modificado em 3/12/2015 08:04

pitbulUm cachorro da raça pitbull foi morto a tiro pela Polícia Nacional (PN) na zona da Ribeirinha, São Vicente.  De acordo com a PN o abate foi necessário porque o animal atacou duas pessoas.

O ataque aconteceu sábado (28), numa rua perto da Escola Primária Jovino Santos. Na sequência dos ataques, o animal foi abatido por uma gente da Polícia Nacional. O caso já foi confirmado pela PN.

Celso Fortes, que mora perto do local onde ocorreu o caso, questionado sobre o que provocou os ataques do animal não conseguiu dar muitos detalhes, apenas sabe que o animal atacou um rapaz e, em seguida,  também  atacou o dono, sendo que o rapaz foi levado ao hospital Baptista de Sousa, onde lhe foi prestado socorro. Diante da agressividade do animal, o agente da polícia disparou e abateu o cão .

Os  vizinhos que afirmaram não estarem presentes na altura e, sendo assim, não foi possível apurar os factos ,visto que também não foi possível entrar em contacto com o dono do animal para saber a sua versão  e assim tentar entender o que levou ao descontrolo do animal. O NN vai tentar trazer a versão do dono do animal.

Sabe-se que os ataques destes animais não são frequentes mas quando  acontecem a são muito perigosos.

O  pitbull foi criado no século XIX, através do cruzamento de buldogues e terriers ingleses, para a prática do ‘bull-baiting’: os cães eram atiçados contra touros que tinham as patas amarradas. Alegadamente, era assim que se ‘amaciava’ a carne do bovino para ser comida.

  1. Francisco

    a raça pitbull é uma raça muito dócil se for adestrada (educada) , e esta raça precisa de fazer exercícios diários para libertar a ” energia”. Também é necessário um local adeado para criar o animal, como um quintal e ter sempre um brinquedo de borracha para que o animal possa distrair. É aconselhável informar-se bem, antes de criar um animal desses que inspira tempos e cuidados. Caso o animal seja muito agitado deve passeá-lo com um açaime( focinheira) para melhor segurança, ou ter um “estrangulador de corrente no pescoço do animal , visto que este pode sentir ameaçado e atirar a pessoas. Fica aqui um conselho.

  2. helder

    sinceramente, fico a perguntar como é possível as autoridades deixarem esses animais circularem na via publica sem aquelas coisas na boca. são medidas tão simples que quem ganha para isso não conseguem tomar. Tem de haver leis e quem os desrespeitar devem ser multados.

  3. Carla

    Concordo deve ter acontecido alguma coisa par ele reagir assim

  4. Eduardo Oliveira

    Digam o que quiserem mas, sinceramente, nao temos condições nenhumas para ter animais desta raça proibida em vàrios paises. Noutros, exigem a cerdtidão de registo criminal a quem se interessar por este animal.
    Penso que o(s) dono(s) deve(m) ser perseguido(s) em Justiça.

  5. Joaquim Brito

    Caro Sr. Francisco: – Esse cão, como todos os outros, podem ser educados e de muita utilidade em qualquer sociedade mas é preciso ser educado (por mestres) antes de o possuirem.
    Seja como for, o pitt bull não é bicho para nôs terra onde até o vira-lata sofre pela negligência dos donos que pensam que o cão se educa e pode vadiar.

  6. Celina Fortes

    Não compreendo a razão de não haver leis impedindo esses animais de circularem sem focinheira pela Cidade com toda a descontração.
    O pior ainda de tudo isto são os ” cães” atrás desses cães, verdadeiros irresponsáveis.
    Na Laginha, Lazareto, Praia de Doca (antiga Matiota) constituem um verdadeiro terror para aqueles que procuram um descanso nos fins de semana.
    E ninguém faz nada, nenhuma autoridade toma as devidas medidas para proteger o cidadão contra esses imbecis ( uma maioria considerável pertencente ao mundo da droga e mais actos ilícitos) atrás desses cães.
    Aliás o problema não é só dos pitbulls mas também das centenas de cães que proliferam principalmente nos bairros desta Ilha aterrorizando as pessoas, impedindo as pessoas de dormirem com o seu latido constante. E os responsáveis não fazem nada. Fiscais só “jobs” criados para familiares e amigos que nada fazem para justificar o seu salário.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.