Um ano após a erupção do Fogo ainda há muito que fazer

24/11/2015 07:54 - Modificado em 24/11/2015 07:54
| Comentários fechados em Um ano após a erupção do Fogo ainda há muito que fazer

fogo8O Primeiro-ministro reconhece que o Governo deveria ter feito muito mais para ajudar a população de Chã das Caldeiras e da ilha do Fogo. Declarações feitas à RCV no dia em que se celebrou um ano da mais recente erupção do vulcão do Fogo.

Neves garante que mais não foi feito porque faltaram recursos necessários, sendo precisos cerca de 35 milhões de euros e, até agora, só foi possível mobilizar 5 milhões.

Mas avança que algumas das obras já tiveram início, nomeadamente as obras de reinserção socioprofissional das pessoas, através de actividades geradoras de rendimento e assegura que existem actividades que estão a ser desenvolvidas para reabilitarem as 110 casas e ainda a integração do sistema educativo.

Em reacção ao Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo, Aquileu Amado, que defendeu que a sede do gabinete de reconstrução do Fogo deveria situar-se na ilha, o Chefe do Governo responde que cada um deve aqui cumprir a sua função e não se desresponsabilizar para culpar o outro. “Muitas vezes, alguns não cumprem e rapidamente passam a responsabilidade para outrem”.

Garante ainda que, neste momento, parte do gabinete funciona no Fogo e na sede, na cidade da Praia, portanto, a gestão de Chã das Caldeiras, em relação aos aspectos urbanos, são essencialmente da CM e não do Gabinete de reconstrução do Fogo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.