Produção gráfica do Fonartes a cargo dos alunos e professores de artes gráficas

17/11/2015 08:32 - Modificado em 17/11/2015 14:17
| Comentários fechados em Produção gráfica do Fonartes a cargo dos alunos e professores de artes gráficas

20151115_155435A produção gráfica da quinta edição do Fórum Nacional de Artesanato – FONARTES, que acontece em Mindelo de 26 a 29 de Novembro, está a cargo dos alunos e professores do 12º ano de artes gráficas da Escola Industrial e Comercial do Mindelo (EICM) Guilherme Dias Chantre.

Em conversa com NN, Evanilda Napoleão, professora e uma das responsáveis pelo projecto explica a intervenção da escola e dos alunos nesta que é a segunda participação daquela instituição no Fonartes.

“Esta é a nossa segunda participação, só que numa vertente diferente, pois na edição anterior as aulas decorreram no centro cultural do Mindelo, onde em simultâneo exibíamos os trabalhos feitos pelos nossos alunos. Desta feita foi-nos pedido uma grande encomenda, realizar parte gráfica da feira, nomeadamente confecção de blocos A6, bolsas e crachá num total de 3 séries de 250 cada”, explicou Napoleão que considera esta produção um desafio inédito.

As produções que tem por base a impressão e serigrafia, feitas manualmente, são realizadas a partir de materiais recicláveis. Isto é papéis, cartão prensado e tecidos para fazer as impressões, todos fornecidos pelo Fonartes através do CNAD.

A professora esclarece, entretanto, que a referida produção é feita sem nenhum retorno monetário, recebem pelo contrário os materiais que servem posteriormente para futuros trabalhos. Apesar disso, “ a escola consegue divulgar o trabalho desenvolvido pelos alunos e professores da instituição, divulgar e levar mais alunos para a área, pois muitos não têm conhecimento da sua existência”.

20151115_155745Produzir para o Fonartes, embora seja um desafio, devido a quantidade (750 unidade), não é uma novidade para este grupo. Isto porque recentemente fizeram a primeira produção em série para o Festival Nacional de Cinema e Áudio Visual de Cabo Verde, OIÁ.

“ Após a produção para o festival OIÁ, produzir para Fonartes é mais fácil, pois já sabemos o que funciona e não funciona e o que fazer quando algo não funciona. Seguimos a mesma linha de produção, o que também facilitou o trabalho com os alunos”, revela a professora que reforça que neste momento as encadernações já estão feitas e a próxima etapa a seguir é serigrafia, impressão e o acabamento.

Com o aproximar do Fonartes (26 a 29 de Novembro), a equipa corre contra o tempo para terminar os pedidos a tempo, para isso tanto professores como alunos tem feito horas extras mas também têm contado com a ajuda de alguns alunos que já terminaram o 12º ano que por estarem ligados a oficina ajudam no que podem para concretizar mais esta etapa, segundo conta a responsável.

Além da produção gráfica do fórum, a nossa entrevistada abre um parênteses para os trabalhos da oficina que os referidos alunos vão desenvolver para apresentar e vender na feira, a fim de angariar fundo para adquirir materiais para a oficina, visto que muito dos materiais que utilizam não são encontrados em Cabo Verde.

De referir que o Fórum Nacional de Artesanato, que já segue na sua quinta edição, realiza-se em Mindelo anualmente com o objectivo de colocar o artesanato nacional numa posição de destaque na economia nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.