Julgamento ‘Perla Negra’: Defesa de Patrick Komarow requer o passaporte do seu constituinte

11/11/2015 08:16 - Modificado em 11/11/2015 08:16

tribunalDesde o início do julgamento que João Tavares, defesa de Patrick Komarow, cidadão sueco, arguido no processo ‘Perla Negra’, requereu ao Tribunal o passaporte do seu constituinte para provar que o mesmo não se encontrava no Brasil como reporta a acusação.

O certo é que a PJ diz não ter encontrado o documento, mas o arguido insiste em dizer que o seu passaporte foi apreendido pela PJ e que terá visto um dos agentes a apanhá-lo na própria residência.
A defesa de Patrick Komarow entregou um requerimento ao Tribunal pedindo que fosse anexada ao processo uma cópia do passaporte. O advogado de defesa João Tavares acredita que, com o passaporte, poderá provar que na data em questão, o seu constituinte não se encontrava no Brasil conforme a acusação, mas sim que estava na República Dominicana.

Após vinte dias, a defesa voltou a solicitar o passaporte. Por sua vez, o Tribunal de São Vicente solicitou o documento à Polícia Judiciária, mas o mesmo não foi encontrado. Uma situação que causou um clima de tensão entre o Ministério Público e as defesas dos arguidos.

João Tavares considera importante o aparecimento do passaporte, pois é um instrumento que lhe possibilita provar as viagens do seu constituinte, por isso, é necessário saber o paradeiro do documento há muito solicitado.

Patrick Komarow, de nacionalidade sueca, é arguido no processo ‘Perla Negra’ e está a ser acusado de crimes de tráfico de droga de alto risco de forma agravada, associação criminosa, lavagem de capital, posse e detenção de armas. Segundo o processo, o mesmo terá estado no Brasil na companhia de um dos arguidos.

  1. Esse advogado parece que é burro ou estúpido. Os suecos podem ter dupla e mesmo tripla nacionalidade. Um sueco pode ser e ter um passaporte sueco, outro chinês e outro americano. Não estar carimbado num desses passaportes nada sobre a estadia no Brasil, não prova nada. E nos outros dois passaportes???? Que disparate de requerimento. Bom, mas como no Supremo Tribunal também temos juizes burrões, colegas desse advogado quem sabe ele não ganha o caso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.