Chronos dá poderes de smartwatch ao seu relógio de pulso

10/11/2015 08:10 - Modificado em 10/11/2015 08:10
| Comentários fechados em Chronos dá poderes de smartwatch ao seu relógio de pulso

Chronos-2O Chronos é um acessório em formato de disco que tem apenas 3 mm de espessura e é capaz de se fixar atrás de um relógio convencional, transformando-o num dipositivo inteligente.

Talvez esteja interessado num smartwatch, mas não quer substituir o seu relógio de pulso tradicional. O Chronos é uma alternativa interessante: trata-se de um pequeno disco de metal com apenas 2,5 mm de espessura que se prende na traseira do seu relógio.

O Chronos possui sensores, luzes LED, motor de vibração e uma bateria. Ele acompanha o número de passos que você caminhou, degraus que você subiu, mais distância e calorias queimadas. Os dados são enviados via Bluetooth a uma app para iOS; também haverá uma versão para Android no futuro.

Ele também se conecta ao seu smartphone para oferecer notificações. O Chronos faz o seu pulso vibrar e emite luzes coloridas dependendo da app ou da pessoa. Por exemplo, se receber uma mensagem no Facebook, ele pode brilhar na cor azul; se for uma foto do Snapchat, ele brilha na cor amarela.

Chronos-3Também é possível atribuir cores a determinados contatos. Por exemplo, quando a sua amiga entrar em contato, o LED brilha na cor vermelha, não importa se for uma ligação, e-mail ou mensagem de WhatsApp. Existem oito padrões de vibração e seis cores diferentes à escolha.

Há mais: controlo por gestos. Se tocar o relógio em padrões diferentes, é possível dispensar notificações, silenciar chamadas, pular músicas e activar a câmara do smartphone. A Bloomberg diz que isso é meio “estranho”, no entanto.
A bateria precisa de ser recarregada numa base wireless e promete uma autonomia de 36 horas. Pode deixá-la a carregar perto do relógio.

O Chronos prende-se ao relógio por sucção e, segundo o Wall Street Journal, não deixa resíduos quando removido. Ele é à prova de água e tem 33 mm de diâmetro, pelo que fica escondido na maioria dos relógios.

A Bloomberg gostou do dispositivo, mas achou que as luzes LED podem ser demasiado chamativas. Felizmente, é possível desactivá-las por completo:

Fonte: Tecmundo.com.br

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.