Combate ao roubo de energia é luta travada pelo Governo e pela Electra

10/11/2015 08:01 - Modificado em 10/11/2015 08:01
| Comentários fechados em Combate ao roubo de energia é luta travada pelo Governo e pela Electra

roubo energiaA Electra e o Governo reúnem-se para combaterem os problemas da empresa de energia, entre eles, o roubo de energia é evidenciado pelo Presidente do Conselho Administrativo da Electra, Alexandre Fontes e pela Ministra do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes, visto que os cidadãos e o ambiente de negócios são prejudicados com esta má prática.

O roubo de energia fragiliza a empresa, neste sentido, é necessário haver um plano conjunto de intervenção também com a Direcção Geral de Energia, com as instâncias judiciais para que a lei funcione, diz a Ministra Leonesa Fortes em entrevista à RCV. Esta assegura que “pretendemos que a Electra coloque ao dispor as soluções com o objectivo de resolver definitivamente o assunto sobre as perdas. Desta forma, temos de estabelecer metas”. A Ministra do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial justifica que é necessário resolver estas questões para que o ambiente de negócios e empresarial tenha melhorias e se desenvolva. Acrescenta ainda que “estamos a preparar o primeiro Fórum Nacional do Comércio, onde pretendemos chamar a capacidade empreendedora do país para promover as exportações, indústria sendo que a Electra tem um papel fundamental”.

O Presidente do Conselho Administrativo da Electra, Alexandre Fontes, por sua vez, afirmou que as suas preocupações e objectivos são similares ao da Ministra Leonesa Fortes, mas o PCA da Electra vai mais longe e afirma que o roubo de energia não é só da responsabilidade da empresa, visto que a mesma não é a polícia e esclarece que “devemos sensibilizar todos os parceiros nesta luta para intervirem e cada um de acordo com a sua aérea de intervenção, para podermos reduzir as perdas”. Neste sentido, o PCA da Electra garante que a empresa vai fazer um encontro com a Polícia, a Procuradoria, a Direcção Geral de Energia e a IGAE para a concretização de uma agenda para a luta contra o roubo de energia.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.