Éden Park: Chapa de vedação continua a ser um perigo para os transeuntes

6/11/2015 07:48 - Modificado em 6/11/2015 07:48

User comments

Após vários  alertas dos mindelenses e deste online, a vedação de chapa colocada no Éden Park continua a ameaçar a segurança de quem por ali passa. No início desta semana, parte da vedação caiu devido aos fortes ventos. Por sorte, ninguém ficou ferido com o acidente. Depois de várias horas, a chapa foi arranjada, mas a situação continua na mesma.

Embora este online tenha alertado várias vezes para os perigos que a vedação do Éden Park pode gerar, a insegurança continua a ameaçar todas as pessoas que por ali passam. Recorda-se que o edifício é considerado património histórico embora esteja abandonado há alguns anos.

O perigo está à solta para quem passar na Praça ou mais próximo do Éden Park, onde há vários meses iniciaram obras, apesar de não se notar qualquer evolução, a não ser a escavação da parte dianteira do complexo.

Por estes dias, o vento tem soprado com maior intensidade fazendo com que as chapas que constituem a vedação fiquem cada vez mais soltas revelando-se num perigo público. No início desta semana aconteceu o que já se esperava. Parte da chapa soltou e caiu por cima da estrada. Felizmente, não houve registo de qualquer vítima ou dano material.

A rua é bastante movimentada por pessoas e viaturas, daí que ninguém está a salvo caso acontecer algum incidente. Os incidentes podem acontecer a qualquer hora e, com o vento que se tem feito sentir nos últimos dias, a tendência é que as chapas poderão vir a soltar e causar danos maiores.

Depois da chapa que caiu na estrada ter sido ajustada, ainda podemos constatar o movimento da vedação e o barulho que se faz sentir devido aos fortes ventos. Constatámos ainda uma quantidade de terra solta segurando a parte das chapas derrubadas pelo vento.

Benvindo, uma das pessoas que por ali passava acompanhado de uma criança considera que os responsáveis da obra deveriam optar por uma maior segurança, uma vez que as condições da vedação se revelaram num perigo tanto para as pessoas que frequentam a área como também para os trabalhadores.

Uma outra chamada de atenção é feita pelo entrevistado Gabriel Carvalho que afirma ter avistado “crianças de rua” a entrarem e a saírem do local utilizado como esconderijo e dormitório. Para o mesmo, “a segurança das pessoas está em primeiro lugar mas, ao colocarem a vedação sem qualquer tipo de segurança, os donos da obra não pensaram no bem-estar das pessoas e muito menos na protecção do espaço. Apesar de estar vedado, qualquer pessoa pode aceder ao local sem ter de se esforçar muito”.

  1. Nita Santos

    Chamem o dono à ordem. Por lei ele é o responsàvel pelos danos materiais e morais.

    Jà estamos fartos !!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.