Pastelaria Morabeza: Funcionário despedido agride patrão com soco

5/11/2015 07:37 - Modificado em 5/11/2015 07:37

Pastelaria MorabezaO Tribunal de São Vicente aplicou Termo de Identidade e Residência a um funcionário da Pastelaria Morabeza, em São Vicente, que agrediu com um soco o patrão. Segundo o funcionário, a agressão terá sido desencadeada porque o gerente terá negado o pagamento referente à indemnização a que tinha direito.

De acordo com o funcionário, o dono da Pastelaria Morabeza despediu-o alegando que ele tinha roubado no local de trabalho. Ao tomar conhecimento do facto, dirigiu-se à Direcção-Geral do Trabalho que ordenou que a entidade empregadora pagasse uma indemnização ao funcionário despedido. E foi ter com o gerente para solicitar a quantia referente à indemnização. Afirma que o mesmo se recusou a fazer o pagamento ordenado pela DGT. Alega que ficou de “cabeça perdida” pela recusa e pela forma como o ex-patrão falou com ele e… acertou-lhe com um soco. Acabou detido pela Polícia Nacional e ontem foi apresentado às instâncias judiciais. O 1º Juiz Crime entendeu aplicar Termo de Identidade e Residência ao ex-funcionário da Pastelaria Morabeza.

Contactámos o gerente da Pastelaria Morabeza, mas depois de aguardar largos minutos fomos informados que o mesmo não se encontrava no local.

  1. caboverdiana

    Onde está a DGT? O funcionário já foi castigado e sem receber o que por direito é dele. Qual vai ser o castigo do patrão que nega ou transgride a ordem de DGT?

  2. Badiu

    BEM DADU !!! ES PENSA INDA ES TA COLONIZANU !!!

  3. jj

    bem dode , bo devia ter el dode mas um ! Ques gente la é abusado

  4. roxana

    Recivio o soco p ser estranjeiro ,Tanto nacional a fazer o mesmo o pior ..

  5. Manel

    Rouba e ainda agride??!! top… acho que sim, está justificada a acção… estamos onde?? Se o funcionário não está contente vai à dgt e ponto final, depois estes é que tem que tratar com a entidade empregadora. Não sabemos a verdade, nestas coisas funcionário é sempre o coitadinho e sabemos muito bem que há sempre gente a mexer onde não deve.

  6. Denilsson

    si funcionario fosse bom, patron ka tinha interesse em despedil… historia txeu esquisit. Si pessoal cre manté emprego tem ki esforça

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.