Festival Oiá: Claire Andrade-Watkins e Ana Fernandes homenageadas

2/11/2015 08:07 - Modificado em 2/11/2015 08:07
| Comentários fechados em Festival Oiá: Claire Andrade-Watkins e Ana Fernandes homenageadas

Festival OiaClaire Andrade-Watkins e Ana Fernandes, foram as realizadoras homenageadas durante o Festival de Cinema Oiá, realizada pela produtora audiovisual Tchon Kriol. No dia do encerramento Claire Andrade, a única que esteve presente mostrou se muito satisfeita com a  homenagem. No encerramento a homenageada recebeu das mãos da produtora um troféu em jeito de reconhecimento pelo trabalho que tem sido feito levando a cultura cabo-verdiana á outros pontos do mundo.

A primeira edição do Festival de Cinema “Oiá” decorreu de 22 à 31 de Outubro[i] e teve como homenageadas as realizadoras Claire  Andrade-Watkins e Ana Fernandes com os filmes  “Serenata de Amor” e “Ruido do Mar”.

No fim do certame Claire Andrade que esteve presente em todas as secções e proferiu reflexões sobre o cinema e o audiovisual para jovens mostrou-se lisonjeada com a homenagem agradecendo a honra deu os parabéns   a organização e ao publico que esteve presente durante o evento. A realizadora Ana Fernandes, não marcou presença no festival devido a quebra do protocolo entre a TACV e o Ministério da Cultura.

Durante dez dias, a ilha do Monte Cara recebeu pela primeira edição do Festival de Cinema Audiovisual Oiá promovida pela produtora Tchon Kriol. Um evento que contemplou seis zonas do Mindelo com projecções de filmes cabo-verdianos, produzidos no país ou na diáspora.

Durante o encerramento a homenageada recebeu um troféu produzido em pedra em jeito de reconhecimento do seu trabalho que tem projectado a cultura cabo-verdiana à diáspora.

Durante cinco dias a Avenida Marginal também foi palco das projecções  Oiá Baia, um certame que levou grande número de pessoas ao centro da cidade. Para além do Oiá Baia também houve o Uvi que contou com a presença de diferentes músicos.

O auditório da Universidade do Mindelo também acolheu de 26 a 30 secções de filmes intitulado Oiá Sala. O projecto também incluiu palestras, acções de formação, trocas de experiências.

Apesar das respostas dos parceiros chegarem de forma “tardias e frágeis”, Tambla Almeida, apesar de alguns constrangimentos, o festival aconteceu e sentem-se satisfeitos com os resultados e prometeu outras edições em outras ilhas do país.

 

 

 

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.