Ministro da Justiça: “há riscos de alianças que facilitem ou pelo menos não obstaculizem o tráfico de drogas“

2/11/2015 07:46 - Modificado em 2/11/2015 07:46

jose carlos correiaO ministro da Justiça de Cabo Verde  defende  que o tráfico de droga é uma “severa ameaça” aos poderes públicos e ao desenvolvimento dos países africanos.. “O tráfico de drogas na rota africana […] constitui uma severa ameaça para a integridade do poder público e da normalidade do crescimento e desenvolvimento económico dos países africanos”, disse José Carlos Correia.

José Carlos Correia assinalou o “enorme potencial corruptivo” dos traficantes internacionais junto “de determinados segmentos da sociedade”, nomeadamente dos que “detêm o poder militar, policial, político e até económico” Por isso, não raras vezes, há riscos de alianças que facilitem ou pelo menos não obstaculizem o tráfico”, disse.

O ministro reafirmou ainda a “vontade do Governo de Cabo Verde em ter forças de polícia à altura das responsabilidades em matéria de cooperação internacional” na luta contra o tráfico de droga.

O ministro cabo-verdiano falava na sessão de encerramento de um seminário internacional sobre a cooperação policial no domínio de luta contra o narcotráfico, que durante uma semana, juntou na cidade da Praia representantes de organizações policiais da América do Sul e Caraíbas, da África Ocidental e da Europa.

“. O seminário foi organizado no âmbito do Programa Europeu Rota da Cocaína, lançado em 2009 por iniciativa da UE, que conta com um financiamento europeu de cerca 50 milhões de euros e abrange 38 países da América Latina, das Caraíbas e da Africa Ocidental.

Durante o seminário, foi destacada a posição estratégica de Cabo Verde como parceiro da União Europeia no combate ao tráfico de droga, mas também as fragilidades do país, que têm uma vasta zona exclusiva marítima e insuficiência de meios de patrulhamento.

Fonte lusa

  1. jose.santos

    quando o ministro da justilça faz uma afirmaçao ha que assacar responsabilidades . esta a falar por falar ? A mandar bocas como eu posso mandar ? ou está a falar fundamentado em factos ? se assim for tem que agir , um ministra da justiça nao pode dizer que assinalou o “enorme potencial corruptivo” dos traficantes internacionais junto “de determinados segmentos da sociedade”, nomeadamente dos que “detêm o poder militar, policial, político e até económico” Por isso, não raras vezes, há riscos de alianças que facilitem ou pelo menos não obstaculizem o tráfico”, edar as gostas e ir dormir tranquilo .

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.