Festival Oiá: Oiá Baía atrai dezenas de mindelenses

30/10/2015 08:22 - Modificado em 30/10/2015 08:22

IMG_7488Desde segunda-feira, 26 de Outubro, a Avenida Marginal no Mindelo tem sido palco da primeira edição do Festival de Cinema e Audiovisual “Oiá”, ou como é conhecido “Oiá Baía”.

O Festival de Filmes Oiá teve início na quinta-feira passada, 22 de Outubro, com projecção de filmes em diversas zonas da ilha do Monte Cara e irá até sábado, 31, com projecções de longas e curtas-metragens no mar da Baía do Porto Grande. Ao todo, são cerca de 28 filmes que serão projectados durante o Festival.

A cidade do Mindelo surpreendeu-se com a iniciativa da organização do evento, com a projecção de filmes na Baía do Porto Grande, com o ecrã colocado dentro de água. A organização do Festival está a cargo de um grupo de jovens pertencentes à produtora mindelense, Tchon Kriol e voluntários.

De acordo com a organização do evento, a escolha do local deve-se à localização numa das sete maravilhas de Cabo Verde, com o Monte Cara ao fundo e também ao facto das águas serem paradas e por ser um Festival itinerante. Como explica Bob Lima, “Cabo Verde é um país unido ao resto do mundo pelo mar”.

  1. OIA, OIA MINDELO COM UMA CAPACIDADE INTELECTUAL ESPONTANEA DOS JOVENS E PESSOAS QUE FAZEM COM QUE A JUVENTUDE ACREDITA NESSE MINIMO E QUASE NADA QUE TEMOS EM TERMOS MONETARIOS , PETROLEO, OURO OU DIAMANTE, MAS SIM TEMOS UMA FORÇA DE VONTADE, UM ESPIRITO DE ACREDITAR-MOS EM NOS NAQUELE MINIMO ,E SEMPRE COM ESPERANÇA QUE O DIA DE MANHÃ VAI SER MELHOR. SOMOS INTELECTUAIS COM UMA CAPACIDADE ESPONTANEA DE DESENVOLVER E FAZER COM QUE APRESENTAMOS E REALIZAR , APRESENTANDO O QUE NOS PENSAMOS ATRAVÉS DE UMA REALIDADE REAL. QUE DEUS NOS PROTEJAM E QUE UM DIA ALGUEM SE O VEJO PARA NOS . UM GRANDE OBRIGADO A ESSAS QUE TEVE ESSA IDEIA , E TAMBÉM A TODOS QUE DERAM O SEU APOIO DO JEITO QUE FOR. THANKS. CARLOS SANTOS.

  2. Mindelo

    Em termos culturais, os Mindelenses, mais do que qualquer outro caboverdeano, são uns empreendedores nato. As obras e os feitos falam por si. Ainda que não haja muita vontade institucional e empresarial em colaborar devido ao centralismo estratégico, as gentes de Mindelo conseguem fazer muita coisa, e bem feito. O desafio que eu queria lançar era aportar esse empreendedorismo para outras áreas, sobretudo ao nível pessoal…. sim, isso mesmo….empreender a nossa mente, ou seja, adoptar uma postura eficiente de desafiar, legalmente, os centralizadores, mas sobretudo de não ficar a espera de autorizações superiores desnecessárias. Trabalhar, trabalhar, e trabalhar…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.