Poluição: Moradores de Lazareto entregam queixa-crime contra a CMSV

28/10/2015 07:34 - Modificado em 28/10/2015 07:56

IMG_20151027_140030Um grupo de moradores da zona do Lazareto entregou esta terça-feira, 27, uma queixa-crime contra a Câmara Municipal, no tribunal de S.Vicente. Em causa está o vazamento da água de esgotos na praia da referida zona, situação que segundo os moradores há muito foi denunciada, mas que ainda não foi resolvida.

Eduino Nascimento, porta-voz dos moradores da referida zona, em entrevista á comunicação social disse que há muito  tempo que se verifica essa  situação de vazamento das águas do esgoto na praia de Lazareto e asegura que têm contactado diversas instituições, como a Direcção Regional do Ambiente, a Câmara Municipal de São Vicente, Instituto Maritimo Portuário, afim de resolver de forma definitiva o problema, mas até agora nada foi resolvido e a situação prevalece.

Eduino Nascimento  alega que não podem “aturar” este tipo de situação e ficar de mãos atadas, porque “é uma agressão ao meio ambiente, logo é considerado um crime”.

Portanto como nenhuma medida ainda foi tomada para resolver a situação decidiram reunir e avançar para uma queixa-crime contra a CMSV  e esperam que agora a justiça seja feita e que a situação seja resolvida de forma permanente.

“É um local utilizado por todos os moradores e não só, como também os moradores sofrem com o cheiro dentro das suas residências”, explica Eduino Nascimento.

Na queixa crime, os moradores alegam agressão ao meio ambiente e a saúde pública, porque “sabemos que se continuar-mos naquela situação, as pessoas correm risco de contrair alguma doença, ainda tem a situação ambiental que é grave, a deteriorização da praia”.

Acreditam que a justiça será feita, porque acredita que as pessoas tem sensibilidade ambiental e por a situação tem de ser resolvida.

  1. Vizigol

    Realmente, quem passa por essa zona sente o cheiro nauseabundo que nos acompanha desde dos tanques da Shell-Galé até as imediações da Frescomar. Congratulo-me com este ato de cidadania destes moradores, mas convém relembrar que estamos em Cabo Verde, ou seja, apesar do esforço ser nobre, nada e nem ninguém vai obrigar a Câmara Municipal a agir em conformidade. As instituições em Cabo Verde são déspotas, pelo que a única reacção da CMSV será excluir Lazareto dos seus planos de calcetamento e outros mais. Fica a dica!

  2. Silverio Marques

    Aquém compete a gestão dos esgotos ? ás Câmaras Municipais ou á ELECTRA ? Na Praia é á ELECTRA.

  3. Lino Públio

    Também tenho esta dúvida.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.