Caminhada Rosa: Participantes exigem colocação de mamógrafo no HBS

26/10/2015 07:22 - Modificado em 26/10/2015 07:22

caminhada rosaA sexta “Caminhada Rosa” levou um grande número de pessoas às ruas da cidade do Mindelo. Os participantes da caminhada contra o cancro da mama exigem que seja colocada uma máquina de mamografia para a realização de exames.

O cancro da mama é a segunda maior causa fatal de cancro em mulheres no Mundo. A “Caminhada da Rosa” é uma iniciativa da Liga Cabo-verdiana Contra o Cancro e tem como lema a “Mamografia é um direito” no sentido de prevenir e lutar contra o cancro da mama, uma doença que é a segunda mais frequente nas mulheres em Cabo Verde, estando a do colo do útero em primeiro lugar.

Várias pessoas que quiseram participaram na iniciativa, exigiram a aquisição de uma máquina de mamografia para o Hospital Baptista de Sousa com o objectivo de prevenir a doença.

A doutora Laidinha considera que a “mamografia  não é um luxo, mas sim um direito que assiste as mulheres do mundo inteiro”. Infelizmente, o Hospital Baptista de Sousa não dispõe, há cerca de quatro anos, de um mamógrafo. “O mamógrafo do Hospital foi para manutenção mas não regressou” assim, as mulheres de São Vicente têm passado por várias dificuldades para realizarem o exame de mamografia.

Para a doutora, o equipamento é necessário para dar resposta às necessidades, sobretudo, às mulheres na idade fértil do barlavento. A mesma reconhece melhorias na política de prevenção o que permitiu a detecção do cancro da mama com alguma antecipação.

A responsável chama a atenção para a prevenção e apela às mulheres para estarem mais atentas aos seus seios a fim “de detectarem sinais de alerta para que possam procurar atempadamente os serviços de saúde”, pois a detecção precoce do cancro da mama permite mais de noventa e nove por cento de hipótese de cura. Portanto, quanto maior for a sensibilização, maiores serão os resultados da cura.

  1. Alberto correia

    A Dra Helena estava na caminhada talvez ela fica mas sensibilidada com a causa e começa a preocupar mais com este sector

  2. Antonio Nogueira

    Este queria dizer SENSIBILIZADA …. SERA????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  3. NUNO FERREIRA

    O ROTARY CLUB DE MINDELO, ESTÁ A REUNIR PATROCINIOS E ORGANIZA ESTA SEXTA UM JANTAR DE GALA COM A PRESENÇA DO PRESIDENTE DA REPUBLICA NO HOTEL PORTO GRANDE PARA ANGARIAÇÃO DE FUNDOS PARA A COMPRA DO MAMÓGRAFO. PEDE-SE AOS MINDELENSES INTERESSADOS NESTA CAUSA PARA ADQUIRIREM O INGRESSO NO HOTEL PORTO GRANDE OU NO HOSPITAL

  4. gualdino

    Ela tem muito que preocupar-se, falta tudo, tem é que pagar o dinheiro das velas dos auxiliares e não gastar em contratações e cosméticos supérfluos. Tem que ajudar a sua Directora que não sai do gabinete por vergonha.

  5. roxana aguilera

    A Conceiçao na entrevista ao Jornal da TCV NAO FALO ESTE GRAVE FACTO ,de AUSENCIA de Mamografo no HBS !!!4 anos fazendo esta coreografia ,sem por o dedo na ferida , em a tela nao se colocou explicitamente esta exigencia ,fico a interpretaçao ambigua . tinha q dizer assim EXIGIMOS JA’ Mamografo no HBS !!!! A Ministra anda a falar de muito dinhero destinado ao HBS para remodelar ,mais nem um palabra sobre a data da COMPRA do NECESARIO e VITAL Mmgf !!! Alias quando vai lanzar o concurso para a Remodelaçao do HBS : Inocencio corporechon & genro !!!

  6. Fernando Pessoa

    “A doutora Laidinha considera que a “mamografia não é um luxo, mas sim um direito que assiste as mulheres do mundo inteiro”. Infelizmente, o Hospital Baptista de Sousa não dispõe, há cerca de quatro anos, de um mamógrafo”

    O mamografo não regressou e nem tão depressa vai regressar ou aparecer outro para o substituir. Isto não acontece apenas com o mamografo. Um País chamado de desenvolvimento médio envia um aparelho para manutenção e o mesmo não voltou e já lá vão mais de 4 anos e nenhum responsável cumpre o seu dever.
    A máfia está bem montada e a todos os níveis em Cabo Verde. E neste meio tempo as campanhas de sensibilizarão continuam e à razão de $3.000,–.
    A impunidade e a desresponsabilizacao continuam e continuarão a fazer sucesso por muito tempo pois esta máquina diabólica continua ao contrário do mamografo montada não por quatro anos mas sim por muitos anos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.