SINDEP desenterra o machado de guerra e dá ultimato ao Ministério da Educação

23/10/2015 08:19 - Modificado em 23/10/2015 08:19

professoresO SINDEP que esteve reunido em São Vicente volta a dar um prazo para a publicação do estatuto com a ameaça de novas formas de luta que podem ir desde a greve e manifestações até ao congelamento das notas.

Em entrevista à RCV, Amadeu Rocha, Presidente do SINDEP, afirma que os delegados do SINDEP pediram e exigem nesta reunião “que o estatuto seja publicado até finais de Novembro e que a resolução dos pendentes seja até ao dia 15 de Dezembro. Caso contrário, partirão para uma luta renhida com manifestações, greves, podendo ir até ao congelamento de notas”.

Isto, devido à luta que há já muito se vem travando com o Ministério da Educação e do Desporto. E, já cansados e desgastados, querem ver a situação resolvida.

Rocha diz que “é do conhecimento de todos” que a Ministra veio a público dizer que o estatuto seria publicado no mês de Julho “e ainda não foi”. “O SINDEP primou pelo diálogo para que o estatuto fosse aprovado pelo Conselho de Ministros, tendo também concordado com o MED que o estatuto daria entrada na Presidência no mês passado e ainda nada”.

Pelo tempo de espera e pelo longo caminho e de luta com o MED, dão um ultimato até ao dia 30 de Novembro para a publicação do estatuto e ao dia 15 de Dezembro para que os pendentes sejam resolvidos.

  1. Francisco Andrade

    O SINDEP precisa de ter um pulso “forte” com o MED. Esse assunto é ” pra ontem” e já devia estar resolvido. Por exemplo: um professor que devia estar no escalão 9A,como é meu caso, pois fiz complemento pedagógico e tenho um documento assinado por mim e pelo responsável do MED desde 2013, estou com 84 contos ” a menos” no meu salário anual, e pra tristeza de muitos já não temos direito a retroactivos. Conclusão : O MED está a ganhar tempo e dinheiro com o atraso da publicação do Estatuto e da resolução das pendências

  2. feio,muito feio

    Das duas uma: ou sindep-sv não esta em sintonia com a praia ou queriam mostrar trabalho,justificando a incompetencia da equipa.qualquer duvida so ver o telefornal de Hoje. Resumindo reuniram na quinta quando a nivel nacional havia o encontro agendado para sexta.feio, muito feio amadeu e equipa.

  3. Nelson Cardoso

    É o contrário, sr. ou sr.ª feio, muito feio. Há uma sintonia óptima, diria mesmo a 100% a nível local e nacional. Foi uma actividade mensal do SINDEP-SV, sendo que apenas desta vez, decidiu utilizar os meios da comunicação social, porque a situação exigia. O encontro que aconteceu na Praia entre o MED e o SINDEP era para ser realizado na semana anterior e, porque não aconteceu, resolvemos denunciar, partindo de São Vicente. Não sei se sabe, mas o SINDEP é nacional, com secretariados e dirigentes em todas ilhas e concelhos onde há professores. A denuncia resultou, se não sabe. “qualquer dúvida é só ver o telejornal e não telefornal de Hoje”. A denuncia fez com que o SINDEP fosse chamado a reunir com o MED logo de seguida na 6ª feira à tarde. Não se esqueça que em SV reunimos na 5ª feira, um dia antes. Muitas vezes convém informar melhor antes de opinar, ainda mais quando é para criticar o trabalho dos outros. Ao não ser, que a intenção é mesmo, falar mal.
    até. e se é professor, sindicalizado ou não, procure o SINDEP-SV e terá informações.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.