Uni-CV: há atraso apenas no pagamentos dos salários dos professores em prestação de serviço

23/10/2015 08:01 - Modificado em 23/10/2015 08:01

sem dinheiroDepois das últimas notícias publicadas no NN sobre a situação financeira da Universidade Lusófona, este jornal online procurou inteirar-se sobre a situação das outras instituições universitárias sedeadas na ilha. Em conversa com a vice-reitora da Uni-CV no Mindelo, Dora Pires, a mesma afirma que tem havido alguns problemas a nível de pagamento de salários aos professores, mas isto é derivado do processo de contratação de novos docentes. Afirma que os professores do quadro não têm tido problemas em  receber os salários, problema que se  verificar apenas com os professores em regime de prestação de serviços.

“Depois da indicação, temos de esperar pelo despacho para iniciar a actividade. Em seguida há o contrato para assinar e são coisas que vêm da Praia e, às vezes, podem sofrer alguns atrasos. É este processo que leva ao atraso, muitas vezes, do pagamento dos primeiros salários”, como explica Dora Pires, mas ultrapassada esta fase, tudo decorre na normalidade.

No entanto, afirma que, de momento, têm regularizado os compromissos com os professores.

Uma das causas do constrangimento criado está relacionada, muitas vezes, com o pagamento não  das propinas por parte dos alunos. “O pagamento assíduo das propinas seria óptimo pois, temos um orçamento e se o pagamento não for feito, isso pode criar constrangimentos”. Mesmo sendo uma universidade pública e haver alguma contribuição do Estado, a vice-reitora sublinha da necessidade do compromisso dos estudantes em relação às propinas para que se possa cumprir o orçamento.

Todavia, Dora Pires revela que o não pagamento das propinas por parte das câmaras municipais tem sido um dos grandes problemas.

Questionada sobre o início do ano lectivo, garante que a todos os níveis tudo tem decorrido normalmente e está à espera do dia 31 de Outubro para fechar as matrículas e organizar definitivamente a distribuição das turmas.

  1. Docente da UNICV

    Na qualidade de Docente da Escola de Negocios e Governação da UNICV no Mindelo, devo descordar da Vice-Reitora, uma vez que os atrasos no pagamento dos salarios dos Docentes em regime de prestação serviço deste departamento, vão muito além da fase inicial de contratação, os atrasos se verificam durante todo o ano letivo. Por exemplo, o primeiro pagamento referente ao segundo semestre do ano lectivo transato, foi realizado a meados de Julho, ou seja, apos o final do semestre.
    Uma autentica falta de respeito para com os Docentes…

  2. Alcides Brito

    A Uni-CV em São Vicente vai fechar em pouco tempo se a Dora Pires Reis continuar como vice-reitora. A situação é complicada, não abrem cursos, não abrem mestrados (e há mercado para tal) e as salas estão quase vazias. Não faz nada e depois a culpa é da Praia, essa grande responsável pela incompetência de certos chefes em São Vicente. Ou ela é demitida ou a Uni-CV em São Vicente vai fechar. Sra. Reitora, depois não diga que não sabia.

  3. Bom saber

    É bom saber, quer dizer que alem de não pagar as propinas no secundario, tambem a camara municipal não paga no superior? Tristí go.Aguardemos a reação do djodj lider da bancada municipal do mpd.

  4. Docente ENG

    Faço minha as palavras do colega acima, os atrasos no pagamento dos salarios dos Docentes em regime de prestação de serviço são realmente inadmissiveis, e isso deve-se na maior parte das vezes, pela ineficiência dos coordenadores dos Departamentos, principalmente da coordenadora da ENG SV, no que toca ao envio atempado das folhas de horas de serviços prestadas.
    Imagine… o que é iniciar um ano letivo em inicios de Out,leccionar Out, Nov e Dez e vieres a receber o primeiro salario somente em Janeiro seguinte????????????? Falta de respeito total pelo trabalho dos outros. E isso nao pode ser justificado como sendo atrasos na Praia. Trata-se de uma falta de eficiencia geral de todo circuito interno desta Universidade …

  5. Universitario

    Pois é… Essa gestão da UNICV deixa muito a desejar… Em SV, temos: salas totalmente degradadas, falta das condições minimas de trabalho (canetas para quadro e giz), carencia de apagadores, carteiras estragadas, professores desmotivados, serviços académicos incompetentes, coordenadores dos departamentos ineficientes e ausentes, Vice-Reitora q não se interessa pelos assuntos da Instituiçao…. Estamos realmente em maus lençois. Queria so relembrar que a universidade é publica, mas os cursos nao sao gratuitos, nos pagamos a nossa propina…
    E ainda, com tudo isso a UNICV é eleita a melhor universidade do pais… com base no quê?

  6. Atento

    Pura Mentira. A UNICV e o Governo, discrimina por completo todos os seus prestadores de serviços. Não é de agora que professores em regime de prestação de serviço recebem os salários 4 a 6 meses de atrasos. Não há por onde esconder…. é a realidade….. além do que este polo não tem se quer autonomia para fazer nada…. tudo é da praia…vem da praia…decide na praia… enfim…

    A UNICV nunca conseguiu estabelizar um corpo docente como deve ser, e tenho sérias duvidas se conseguirá algum dia….pois existe muita descriminação, muita desorganização, falta de investimento etc,…etc

  7. Aluno da ENG Atento

    Estamos a seguir o mesmo caminho que a Universidade Lusófona, ou seja, se não melhorarem essa situação iremos gradualmente perder os Excelentes professores e ficaremos somente com os professores incompetentes, aqueles que dão aulas, apenas por falta do dinheiro e não tem qualquer competências profissionais e nem de Docência, por exemplo, Joana Melo, Samira Gomes, entre outros, que passam um ano inteiro a ler slides e nada sabem sobre as matérias que leccionam. Enquanto que bons professores, vão deixando a instituição certamente por causa destes atrasos nos pagamentos. Ex. A dois anos tinhamos um excelente Docente de Fiscalidade, ano anterior ja não veio, ano passado tínhamos uma boa professora de Contabilidade este ano ja não esta. Em fim estamos no mesmo caminho que a ULCV se não mudarem esses comportamentos, quem perde somos nos os alunos sim, mas o bom nome da instituição também.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.