MP ainda não conseguiu provar que foi “o Epinício” que trouxe a cocaína

21/10/2015 07:43 - Modificado em 21/10/2015 12:29
ø;

ø;

O Tribunal de São Vicente visitou esta tarde a embarcação Epinício, embarcação suspeita de ter descarregado 521 quilos de droga na praia de Salamansa. A visita foi solicitada pelo advogado de defesa Félix Cardoso.

Félix Cardoso requereu ao Tribunal uma visita à embarcação denominada Epinício. O 1º Juiz Crime concordou e ordenou a visita que aconteceu por volta das 14 horas e trinta minutos  no Porto Grande do Mindelo .

De acordo com os autos, os arguidos Juan Bustos e Carlos Ortega foram os tripulantes da embarcação que realizaram o descarregamento da droga na praia de Salamansa. Os dois arguidos foram detidos em frente ao Hotel Dom Paco, após a detenção dos outros arguidos envolvidos no processo.

Os arguidos não foram detidos na posse de droga e, perante o Tribunal, nenhum dos agentes da PJ afirmou ter encontrado droga ou  vestígios  na embarcação. Com a visita ao veleiro, a defesa pretende tirar conclusões e confrontar  com os factos que constam nos autos.

Provar se foi esta embarcação que trouxe a droga parece ser o grande problema do Ministério Público neste processo. Tanto que o relatório da PJ fala de outro barco: o Buena  Ventura  que também não foi visto por ninguém. E em relação ao Epinício nos autos não existem referências que a PJ tenha feito  a leitura dos instrumentos náuticos para determinar de onde vinha o veleiro. A defesa sustenta que veio das Canárias e o MP de Fortaleza onde teria carregado a droga .

  1. OnesSilvei

    Noticias para desviar a atenção publica da sociedade. O que interessa de onde apareceu a porcaria da droga?? interessa que foram pegos com ela e ponto final, que sejam julgados e condenados por isso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.