Julgamento Perla Negra: defesa alega que os tripulantes do veleiro não foram detidos na posse de drogas

16/10/2015 15:50 - Modificado em 16/10/2015 16:20
| Comentários fechados em Julgamento Perla Negra: defesa alega que os tripulantes do veleiro não foram detidos na posse de drogas

TribunalProssegue no Tribunal de São Vicente o julgamento do processo Perla Negra que envolve seis arguidos detidos acusados de tráfico internacional de droga. Na sessão da manhã destaca-se os depoimentos dos inspectores da PJ que participaram na apreensão dos 521 quilos de cocaína .

A defesa dos dois arguidos que entraram com yate na Baía do Porto Grande e foram detidos junto do Hotel Don Paco, quis saber se na altura da detenção os arguidos tinham alguma droga no seu poder. A testemunha disse que não lhes foi aprendida nenhuma droga . Questionada se no veleiro foi encontrado droga , também disse que não . A defesa quis saber, ” então porque o inspector afirmou que os dois arguidos foram detidos em flagrante delito ” . Fica claro a estratégia da defesa , já patenteada na fase de instrução , de tentar provar que os referidos arguidos não estão implicados no transporte de droga para São Vicente , visto que nem no barco bem na sua posse foi encontrada alguma droga. A defesa vai continuar com esse estratégia perante a acusação do MP que sustenta que o arguido Carlos Ortega manobrava o veleiro que trouxe a droga e que na Guiana Francesa se juntou a Juan Bustus e rumaram ao Brasil , onde em Fortaleza se encontrou com Vila Longa e juntos com a droga vieram para São Vicente. Ainda não foi revelado se no processo existem provas dessas deslocações dos arguidos , do carregamento da droga no veleiro e o seu desembarque .

Assim a defesa dos dois tripulantes do veleiro ataca em duas frentes evoca a nulidade do processo porque a notificação da acusação foi feita só em português . E na outra frente tenta mostrar que os seus clientes não estavam na posse de drogas quando foram detidos . O Ministério Público tem a palavra.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.