Obras no campo da Ribeira de Craquinha: não há bela sem senão

15/10/2015 08:06 - Modificado em 15/10/2015 08:06

IMG_20151014_101510[1]Já está concluída a primeira fase dos trabalhos de arrelvamento sintético do campo de futebol da zona da Ribeira de Craquinha e a colocação da vedação. De momento, os trabalhos consistem na construção das bancadas e dos balneários.

Em conversa com alguns moradores da zona, estes mostram-se bastante contentes “que as obras estejam finalmente a terminar” para que os jovens possam ter mais um local de entretenimento e prática do desporto. “O campo irá trazer outra dinâmica entre os jovens e também pode ser uma forma de mobilizar ainda mais a comunidade ao redor do futebol”, diz o morador que acredita que com o movimento que o campo proporcionará à zona, a população estará mais “unida”.

Mas nem tudo são rosas. Apesar dos jovens estarem satisfeitos com os trabalhos de arrelvamento, de colocação da vedação e com as obras das bancadas a terminarem, estes reclamam, que “a construção do primeiro degrau da bancada ficou em péssimas condições porque não se consegue sentar ali e ver “a linha lateral”. Também estão insatisfeitos com o alinhamento do campo que, de acordo com as especificações, está “errada”. Isto porque a linha de canto e da área da baliza estão “quase” juntas.

IMG_20151014_101514[1]Seis meses depois do lançamento das obras do arrelvamento sintético do campo de futebol da Ribeira de Craquinha, a Câmara Municipal mostra-se bastante satisfeita com o progresso das obras.

“Projectos do tipo visam melhorar as condições para a prática do futebol, incentivar a criação de escolas de futebol e o surgimento de novas equipas, ocupar os tempos livres dos jovens, promover os valores sociais e a boa convivência, melhorar a competitividade e o nível dos atletas locais”, assegura o Vereador Humberto Lélis.

  1. Djindja

    Criticas de Nhap ma Vádina, politiquice e trambiquice já conhecidos.
    Esses 2 ca te perdê um oportunidade pa fazê Tcheps um frete.

  2. Ribeirinha

    Continuo aqui a insistir com a CMSV para que dê UM POUCO de dignidade a Zona da RIBEIRINHA! Nós campo que é campo não temos! Temos os nossos campos pelados que nós próprios cuidamos porque a CMSV esquece-se desta zona. Pergunto mais uma vez: Sr Augusto Neves, para quando o campo relvado em Ribeirinha, por sinal uma das zonas de mais densidade populacional na ilha, e que foi PROMETIDO durante as anteriores campanhas? Vai chegar em 2016 e virá de novo com esta promessa para a Zona?? Venha e vai ver qual a resposta que vai ter! Como ja tinha dito num outro comentário Ribeirinha é filha de um deus menor, só pode ser… NÃO SE VÊ NADA EM TERMOS DE EQUIPAMENTOS DESPORTIVOS NA ZONA QUE TENHA SIDO CONSTRUIDO POR ESTA CÂMARA DE INCOMPETENTES!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.