Oeiras mantém financiamento do Polidesportivo da Zona Norte

13/10/2015 07:34 - Modificado em 13/10/2015 07:34
| Comentários fechados em Oeiras mantém financiamento do Polidesportivo da Zona Norte

placa desportiva cha licrimA Câmara Municipal de São Vicente tem em construção o Polidesportivo da zona Norte de São Vicente, Chã de Alecrim. Com uma estrutura similar ao Polidesportivo Oeiras na zona de Monte Sossego, a obra custa aproximadamente 60 mil contos.

Nesta fase das obras, o Vereador da área do Desporto afirma que a CMSV está a proceder ao levantamento das paredes até atingir a altura da cobertura, com recursos da Câmara. “A partir da cobertura já existe financiamento da Câmara Municipal de Oeiras que financiou o Polidesportivo de Oeiras em Monte Sossego”, garante Humberto Lélis.

O Vereador do Desporto esclarece ainda que antes das obras de remodelação do campo de futebol, o projecto do Polidesportivo já existia e até já tinha financiamento, apenas não avançou devido aos problemas que Isaltino Morais, ex-autarca da Câmara Municipal de Oeiras, Portugal, teve na altura. Consequentemente, o projecto esteve em pausa à espera de financiamento.

Numa entrevista ao jornal ‘A Semana’, o autarca de São Vicente reconhece que ,havia prometido que a construção do Polivalente Oeiras Norte seria um compromisso que “gostaríamos de cumprir ainda neste mandato. O projecto já estava acordado, inclusive chegou a ser orçamentado. O então Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, esteve em São Vicente, lançou a primeira-pedra, mas depois foi detido e aconteceram eleições em Portugal. Mas temos boas relações com o actual Presidente, Paulo Vistas, e pretendo fazer-lhe uma visita a fim de retomarmos este processo por forma a construir a infra-estrutura nos dois anos de mandato que faltam. Esta é a minha grande meta. O problema é que os polidesportivos fechados são caros: a verba necessária, mais de 60 mil contos, dá para construir cinco campos relvados nos bairros. Mas vamos fazer esta obra. Temos muita coisa ainda para fazer. A população e os partidos têm de confiar na Câmara e no nosso trabalho”.

Devido à sua localização, foi feito um dique de protecção na zona de “Canalona”, Chã de Alecrim.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.