Acordo Ortográfico entra em vigor sem as condições básicas necessárias

8/10/2015 07:57 - Modificado em 8/10/2015 07:57

acordo ortografico1O novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entrou em vigor em Cabo Verde no dia 1 de Outubro, depois de um período de seis anos de transição. “A partir do próximo mês de Outubro, o Governo de Cabo Verde dará início ao processo de implementação do novo acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Condições básicas necessárias, bem como um ambiente favorável, para dar início à aplicação do mesmo”, declarou o Ministro Démis Lobo Almeida, na semana passada.

O novo acordo pretende colocar um fim à existência de duas normas ortográficas divergentes, uma no Brasil e outra nos restantes países de língua portuguesa. Isto com o intuito de aumentar o prestígio internacional e a expansão da língua portuguesa. Regista-se neste novo acordo, uma valorização do critério fonético, a fim de aproximar a escrita da forma falada das palavras. O plano do Governo vai contemplar acções e sessões de esclarecimento sobre o uso deste novo acordo.

Muitas pessoas contactadas pelo NN desconhecem as regras do novo acordo e os que têm algum conhecimento do novo acordo ortográfico apenas referem as mudanças em termos de pontuação e de letras maiúsculas. O que de todo não estão errados já que haverá algumas mudanças a nível dos acentos, assim como algumas palavras de que já não vai ser necessária a sua capitalização.

Nídia Santos, estudante, diz que como têm explicado é importante o uso do novo acordo ortográfico para que todos possam escrever de uma forma única. Mesma linha de pensamento utilizado por Sandra Cruz. Mas há quem diga que espera que não seja como desaprender uma língua para aprender uma outra. “Português sempre foi complicado para as pessoas e espero que não seja tão complicado para vir aprender as novas regras, quando já erramos nestas regras antigas”, afirma Marvin Carvalho.

Mas apesar de estar em vigor o novo acordo ortográfico as pessoas podem continuar a usar a regra antiga que “não terá nenhuma penalização”. Apenas de acordo com lei, estarão a dar erros ortográficos. Informações recolhidas mostram que ainda não há directrizes concretas para o uso do novo Acordo Ortográfico nas escolas e nas instituições do Estado. Estão à espera dos planos de actuação para saber o que fazer em relação ao novo Acordo Ortográfico nas escolas.

  1. O plano do Governo vai contemplar ações
    Ainda não há diretrizes
    Estão a espera do plano de atuação

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.