Escola Bela Vista: Pais descontentes com o pagamento da cantina escolar numa única vez

6/10/2015 07:33 - Modificado em 6/10/2015 07:33
| Comentários fechados em Escola Bela Vista: Pais descontentes com o pagamento da cantina escolar numa única vez

sem dinheiroO director da Escola Semião Lopes, Bela Vista, resolveu que o pagamento anual da cantina escolar deverá ser liquidado até ao mês de Outubro. Pais e encarregados de educação não acataram a medida e dizem-se descontentes com a situação uma vez que a maioria dos pais não dispõe de condições financeiras para efectuar o pagamento de uma só vez.

O valor anual da cantina escolar é de mil escudos. Até ao final do mês de Outubro todos os alunos deverão ter pago a quantia referente à contribuição para a cantina escolar. A medida foi uma decisão da direcção da Escola Semião Lopes que diz alertar os encarregados para a necessidade e importância do pagamento da cantina escolar, uma quantia simbólica em relação às despesas para com a ementa escolar.

À porta da Escola Semião Lopes, pais e encarregados de educação mostravam-se indignados e descontentes com a decisão. Os pais tiveram conhecimento da medida durante uma reunião de pais que aconteceu no sábado passado.

Para Noémia, nem todos os pais conseguem desembolsar mil escudos de uma só vez para entregar à escola, pois as dificuldades afectam todos os pais. Para a entrevistada, a contribuição deve ser paga, mas há que criar condições para dar possibilidade de efectuar o pagamento.

Uma outra encarregada descontente com a situação é Maria que reconhece o descuido de alguns pais quanto ao pagamento da cantina. A encarregada diz ter três filhos ainda no Ensino Primário, sendo dois alunos da Escola Semião Lopes. A mesma diz ser uma medida “descabida e insuportável” para os pais sem condições financeiras.

Janilda também não acatou a medida e diz não faltar com o pagamento da cantina, pois faz esforço no sentido de assumir as suas responsabilidades. Esta mãe doméstica diz não ter condições para efectuar o pagamento de mil escudos de uma só vez.

Para os entrevistados, são necessárias outras medidas para incentivar o pagamento da cantina escolar, medidas essas que deverão ser compatíveis com a realidade financeira dos encarregados de educação.

Em reacção ao NN, António Silva, director da escola confirmou a medida e avançou que se trata de uma forma de levar os pais a cumprirem com o pagamento da cantina escolar. O mesmo afirma que o problema de pagamento é uma situação repetitiva e que tem dificultado o andamento da cantina.

No ano lectivo anterior, menos de cinquenta por cento dos alunos pagaram a quantia referente à cantina escolar. Portanto, pode-se concluir que existe uma certa resistência dos pais em não pagarem a quantia destinada à refeição dos alunos.

A escola dispõe de 335 alunos e sem a contribuição dos pais é difícil gerir a cantina que deve preparar diariamente 150 quilos de refeições. Para o director, o pagamento da cantina deve ser feito ,pois só assim os alunos poderão ter uma refeição de melhor qualidade, por isso, o esforço é necessário, “porque se trata de uma mensalidade que no jardim de infância muitas vezes ultrapassa os mil escudos e os encarregados seriam obrigados a pagarem a quantia”.

O mesmo reconhece a situação financeira de alguns pais e diz que no caso de impossibilidade, os pais poderão colocar o problema na direcção e ver em que medida se poderá resolver a situação.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.