Sexo no Mindelo: qualquer lugar serve e ninguém tem nada a ver com isso

30/09/2015 08:58 - Modificado em 30/09/2015 08:58

sexo no carroNa ilha de São Vicente, muitas pessoas, independentemente de serem jovens ou não, costumam encontrar-se em determinados lugares públicos, desde que seja “escondidinho”,  para fazerem sexo  por prazer ou dinheiro , como é o caso da prostituição.

São muitos os locais utilizados para esta prática. Hoje em dia são poucos aqueles que optam  por locais “apropriados “ como  pensão preferindo arriscar “actuando” em lugares públicos como na praia da Laginha, onde muitos alegam já terem assistido a cenas de sexo explícito e apontam as torres dos vigias ou o pontão como os locais de excelência para essa prática. O que se pode constatar é que qualquer “ escondidinho” serve : prédios abandonados ,  empenas , ou simples paredes , jardins , esquinas etc

Também é recorrente na praia de Cova de Inglesa, Lazareto para além dos espaços com construções abandonadas, tanto dentro da cidade como nas zonas periféricas onde fazem de tudo, desde usar o espaço para os encontros de sexo como para se drogarem ou fazerem as  necessidades fisiológicas.

Na zona da Ribeirinha são muitos os relatos que afirmam já terem assistido a cenas de sexo à noite nos “diques”. Segundo testemunhos, as pessoas já nem ligam se estão a ser vistas ou não desde que façam o que tiverem a fazer, aos outros não interessa.

Também pode acontecer naturalmente entre casais de namorados e “ficantes” que, no calor do momento, aproveitam a privacidade do local para saciarem os seus apetites, como explicam alguns jovens que alegam nunca terem praticado, mas afirmam terem sido testemunhas.

Muitos acreditam que fazer sexo em locais públicos causa adrenalina por ser proibido e arriscado e, caso forem apanhados, podem responder pelo crime de atentado ao pudor. “Pode ser uma experiência chocante, assistir a uma cena de sexo em locais públicos”, argumenta Lídia, que afirma que não é algo natural e muito menos aceite pela sociedade.

“E se no momento em que estas pessoas estiverem a fazer sexo passar uma criança, como é que ela irá reagir?”, questiona Mauro, que considera ser uma “tremenda” falta de respeito para com a sociedade.

Também existem histórias bastante interessantes, como refere um entrevistado que não revela o local e muito menos a identidade, que nos conta que na sua zona, por causa desta “brincadeira”, muitas moças acabam por engravidar e alguns bebés ganham a alcunha dos locais onde foram concebidos.

 

  1. Francisco andrade

    Isso mostra a falta de valores e de respeito as outras pessoas.
    Essas pessoas podem ser assaltadas e vítimas de violência.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.