Luciana Abreu: “Vou pôr o Yannick em tribunal”

12/08/2012 19:02 - Modificado em 12/08/2012 19:02
| Comentários fechados em Luciana Abreu: “Vou pôr o Yannick em tribunal”

Luciana Abreu não perdoa Yannick Djaló e promete avançar com uma queixa em tribunal contra o jogador do Benfica “por calúnias”.

 

A cantora e actriz desmente a notícia veiculada, sábado, por um jornal diário de que teria partido alguns objectos na casa de Djaló no Penteado, Moita. “Não parti qualquer objecto e desconheço se foi ou não assaltado. Vou pôr o Yannick em tribunal”, garante ao JN, ao qual fez chegar também um comunicado, onde começa por esclarecer: “Estive na casa do Yannick na noite de quinta-feira para trazer alguns objectos meus que o Yannick tinha levado com ele na altura em que ele saiu de casa, nomeadamente a minha mala de viagem Louis Vuitton, joias e um computador portátil”. Porém, acrescenta que esta notícia vem contrariar uma outra, quando o casal se separou. “Pelo menos vem confirmar uma notícia falsa em que fui acusada de lhe ter esvaziado a casa”.

 

Para justificar que na quinta-feira passada não partiu as televisões ou qualquer outro objecto da casa de Yannick, Luciana Abreu, revela: “Nessa noite entrei e sai de casa com o próprio Yannick. Se tivesse realmente partido algo, de certeza que ele não me tinha trazido a casa no seu próprio carro”. A estrela de “A Tua Cara Não Me É Estranha”, TVI, conta ainda: “Desde então não o vi mais. O meu dia de ontem [sexta-feira] foi passado com as minhas filhas, em reuniões de trabalho e com os meus advogados”.

 

Sobre o suposto assalto à casa de Yannick Djaló, Luciana Abreu diz: “Quanto a essas afirmações de que sou suspeita em eventual assalto com o argumento de que o cão não ladrou por me conhecer, essas afirmações são absurdas. Não tenho as chaves dessa casa, nem o Yannick tem das minhas duas casas. A casa do Yannick é visitada por muita gente pelo que o cão está habituado ao movimento”. E termina: “Não vou fazer mais comentários sendo que este tipo de afirmações caluniosas serão tratadas nos locais próprios para que cada qual prove o que diz e responda por isso”.

 

 

 

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.