Legislativas 2016: Humberto Lélis poderá ser o número dois em São Vicente

29/09/2015 07:48 - Modificado em 29/09/2015 07:48

LelisSe em relação aos cabeças de lista para as legislativas de 2016, o MpD já se decidiu, o mesmo não se pode dizer em relação aos lugares seguintes. Em São Vicente ganha credibilidade a possibilidade de Humberto Lélis, Vereador da CMSV, ser o segundo da lista. Mas tudo depende dos resultados da sondagem que está a decorrer.

Este online sabe que o Vereador da Cultura da CMSV, não via com bons olhos trocar a Pracinha da Igreja pelo palácio da Assembleia Nacional na Achada de Santo António. E muito menos estar na mesma lista e subordinado a João Gomes com quem disputou as eleições para coordenador num embate que deixou feridas que ainda não estão cicatrizadas. Mas sabe-se que Lélis foi convencido por dirigentes da cúpula do MpD para avançar com o seu nome para as sondagens. E, se desse estudo, o Vereador sair bem posicionado, é provável que avance para a lista num lugar de destaque.

Para um dirigente do MpD, “a inclusão de Lélis no segundo lugar da lista permitiria ter o apoio total e incondicional de Augusto Neves e, mais do que isso, o seu envolvimento na campanha”, pois,  no seu entender “Augusto Neves é o maior activo do MpD em São Vicente e o partido não está em condições de dispensar esse activo”. O certo é que em todas as sondagens realizadas, a notoriedade e popularidade do Presidente da CMSV está muito acima da de qualquer dirigente do MpD, inclusive do presidente Ulisses Correia e Silva”.

Quanto a Lélis, nas sondagens locais tem ficado bem colocado quando é avaliado como Vereador e, é sem dúvida, o número dois de Augusto. Resta saber se seria uma mais-valia como candidato a deputado nacional. Esta estratégia de potenciar a lista das legislativas através de Augusto Neves também recolhe consenso junto da Direcção Nacional do MpD.

 

  1. Manuel M. Fernandes

    Ao contrário do que se passa no PAICV o MPD aprendeu com os seus erros do passado; São activos bons do MPD todos àqueles que se reveem no seu Estatatuto, assumam como seu as bandeiras do Partido assim como, as orientações saídas dos seus orgãos superiores, Nesta matéria há uma linha condutora: todo àquele que entenda que tem disponibilidade e um elevado grau de competencia técnica e política tinha, até 31 de Agosto passado, de manifestar isso por carta à C. Política para entrar na sondagem, condição sine qua non para fazer parte da lista. Eu creio que o Lélis adapta-se a qualquer dessas situações e é um quadro destado do MPD a nivel do Poder local. Não se deve despir todos os Santos…para se vestir outros.

  2. cidadão

    DISCULPA COM OQUE NÃO TEM NADA AVER EM S.VICENTE,povo de praia na eleição 2016 tomem muito coidado com presidente MPD porque ele é tão arrogante e malvado como satanás,embora ele está a oucupar todos espasso livre na achada santo antonio com uma construção pra garantir o seos voto, mas não vamos cair no engano Dele,poque Ele é presidente pra as pessoas que tenhen boa condições de VIDA,para coitados ele criou o gurdas municipal para ARROMBAR AS CASA E TOMAR OS NEGOCIOS DAS RABIDANTES,DIAS ATRAZ ASSISTE NO BAIRO DE JAMAICA UMA JOVEN SEM RENDIMENTO NA VIDA QUE PIDIO AJUDA PARA CONSTRUIR NUN ESPASSO DE 10 METROS QUADRADO PARA ELA MORAR E FOI SUPRENDIDO POR GURDAS MUNICIPAL QUE DISTRUIO SEM PIEDADE TODO TRABALHO DESSA COITADA,QUE ELA ATÉ PEDE AJUDA PRA PAGAR RENDA.

  3. Realista

    praquê comentar?se não aceita a realidade do comentario.

  4. Francisco andrade

    Um candidato sereno e boa índole. É oque Cabo Verde precisa,e SV em particular

  5. MceeTip

    Ai ai ai, candidatos há muitos, mas a qualidade e a disponibilidade para servir o povo pelo qual serão eleitos é uma historia completamente diferente, haverá sempre a partidarização nestas instituições gastando assim as energias em “batalhas” devido as cores politicas e o povo será sempre aquele que só recebe apertos de mão e sorrisos na época das eleições.Haja políticos comprometidos com o povo com as necessidades reais. Ver grandes feitos que S.Vicente tinha já materializado como o festival da Baia e mais recentemente o MindelAct que esteve quase por não acontecer por falta de verbas e tendo um pelouro de cultura “funcionando” é obra para quem não sabe népias, logo… Nº2????

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.