Luís Filipe Tavares diz que a fusão RTC/ Inforpress é um disparate

22/09/2015 07:28 - Modificado em 22/09/2015 07:28

luis filipe tavares_vice-presidente do MPDLuís Filipe Tavares, vice-presidente do MpD, considera que a fusão da RTC com a Inforpress é uma forma encontrada pelo Governo para governamentalizar e instrumentalizar a comunicação social pública. E mais grave: “è um disparate”. Promete que se o seu partido for governo vai “acabar com esse disparate, este caminhar para trás de forma que cada uma continue com a sua autonomia e independência, enquanto empresas distintas, modernas e com profissionais bem qualificados e motivados”.

Para o líder do MpD, esta fusão é uma fuga para a frente do Governo visto que durante 15 anos não conseguiu resolver o problema das duas empresas que agora quer fundir. Em relação à agência de notícias, diz que o Governo não investiu nos últimos 15 anos na Inforpress e que as consequências da “não política têm sido devastadoras” para a empresa com dificuldades financeiras acrescidas, abandono dos jornalistas e desmotivação.

Quanto à RTC, Tavares considera que o Governo deve apresentar contas por alegada má utilização dos recursos públicos, visto que após 15 anos transformou a RTC “numa empresa simplesmente falida”. Considera que a fusão é uma forma do Governo tentar mostrar trabalho, visto que já está em final de mandato, por isso, questiona a legitimidade do Governo para “assumir compromissos firmes com os trabalhadores quando, já está a prazo, no final do mandato e desorientado”.

  1. Deixem como está seus idiotas da Inforpress e façam todo o esforço para convencer vossos colegas da RTC a vos aceitar. O que o Governo chegou à conclusão é que nesta era nova de sites, blogs, internet, skype, instagram, facebook, satélite, telemóvel não há mais lugar para agencias de informação do Estado. Por isso a Inforpress deveria ser encerrada, fechada a sete chaves e por em casa todos esses funcionários que hoje não fazem nada, e quando fazem limitam-se a repetir as informações de outras fontes ou então quando chegam com a notícia ela já está fria e ultrapassada. Por todos deviam ir para a rua com uma indemnizaçãozinha. Para não fazer isso o Governo do PAICV, generoso como é, vos deu mais uma chance de chegarem à reforma com dignidade. Não querem isso. OK. Esperem então pelo MPD que ele vos mostrará o caminho das pedras da vossa rua lá de casa e verão quem é melhor. O PAICV ou o MPD. Ou já se esqueceram dos anos 90 quando foram perseguidos e colocados no olho da rua do Voz di Povo, Novo Jornal, TCV, RCV. Se é isso que querem, muito bem. Acreditem nesses labregos MPdianos e votem neles. Vejam que até o Carlos Veiga já escorraçaram, imagine-se um tal quadrinho da Inforpress. Será mandado para o quinto dos infernos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.