Pais e encarregados de educação acusam papelaria de vender manuais escolares sem utilidade

18/09/2015 07:38 - Modificado em 18/09/2015 07:38

livros-escolaresPais e encarregados de educação afirmam terem adquirido manuais do 4º ano ultrapassados sem qualquer utilidade na Papelaria HGI. Os mesmos dizem terem sido enganados pela papelaria pois os locais de venda de livros têm obrigação de saber da substituição dos livros.

Livros do 4º ano do Ensino Básico com versão antiga estão a ser vendidos na papelaria HGI. Pais e encarregados de educação acusam a papelaria de estar a meter as mãos nos bolsos dos utentes.

Anildo diz ter adquirido livros das disciplinas de Ciências Integradas e de Matemática para a sua filha que transitou para o quarto ano. O encarregado de educação afirma que só veio a ser informado que os livros foram substituídos através da professora do educando.

O pai alega que a papelaria utilizou a situação para passar a perna aos clientes. O mesmo diz que na altura da compra não exigiu recibo, mas que agora irá precisar do mesmo para confirmar a venda.

A mesma situação acontece com Janilda que diz achar estranho o comportamento da livraria, tendo em conta que as livrarias e as papelarias que comercializam livros escolares têm obrigação de saberem e informar os clientes.

A entrevistada acredita que “a papelaria tinha conhecimento da situação e aproveitou-se da ignorância dos clientes como forma de poder dar vazão ao produto, ou seja, foi uma estratégia utilizada para dar saída aos livros ultrapassados”.

O NN entrou em contacto com os responsáveis da Papelaria mas tal não foi possível. No entanto, em conversa com um dos funcionários, fomos informados que os clientes foram avisados que os livros poderiam vir a ser substituídos, contudo, os mesmos receberam uma factura no caso de devolução.

Os entrevistados negam qualquer informação por parte dos funcionários e dizem que “se assim fosse, nenhum cliente iria comprar livros ultrapassados, porque não se trata de nenhuma oferta”.

Todos os anos deparamo-nos com a mesma ladainha da falta de manuais escolares do Ensino Básico e Secundário. Uma semana após o arranque escolar, os manuais do 4º e do 6º ano continuam em falta. Os pais e encarregados de educação aguardam ansiosos pela chegada dos livros para poderem fazer a devolução dos manuais adquiridos na papelaria.

  1. PraiaMaria

    Falta de manuais escolares é prova provada de falta de planificação , isto é INCOMPETÊNCIA . Vem repetindo ano após ano e ninguém é demitido. Haja saco!

  2. atento

    tambê ess troca de livro tud óne já ke tek piada. cada um k tiver lá te inventá se livro. aja saco!! nem!!.
    porque es k te faze livro pe um determinado tempo.
    quem podê bsot nesse Ministério de educação

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.