Cinco mil contos para reabilitar a Escola de Monte Sossego

17/09/2015 07:20 - Modificado em 17/09/2015 07:20
| Comentários fechados em Cinco mil contos para reabilitar a Escola de Monte Sossego

Escola de Monte Sossego (2)A “Escola Velha” de Monte Sossego no Mindelo voltará a ser nova. Para isso, é necessário um montante de cinco mil contos. A Delegação do Ministério da Educação apela à colaboração da população no que toca à construção da vedação da Escola.

A Escola de Monte Sossego, pólo número nove, popularmente conhecida por Escola Velha, está a receber obras de reabilitação. Após as obras de recuperação, a escola velha vai ficar de cara nova. Durante a época das férias, duas das seis salas da escola foram reabilitadas e dentro de dias poderá receber os alunos.

A verba disponibilizada pelo Ministério da Educação e Desporto contempla apenas a reabilitação de seis salas de aula, as casas de banho, cozinha e os espaços administrativos. Assim, para a construção do muro de vedação da escola, é precisa a colaboração da população.

Os tectos antigos deverão ser substituídos por um telhado novo com tectos falsos e as salas vão receber pinturas. Para debelar as dificuldades enfrentadas pela comunidade educativa, garantir a segurança e para que a escola esteja em condições de receber os alunos, é necessário o montante de cinco mil contos.

Apesar do edifício se encontrar em ruínas, os alunos do primeiro ao quarto ano continuam a ter aulas, enquanto que as obras vão sendo realizadas de forma faseada. Até agora, apenas duas das salas se encontram reabilitadas.

Devido à situação do edifício completamente obsoleto, os alunos mais crescidos do 5º e 6º anos foram distribuídos em diferentes escolas, embora nem todos os pais aceitem a medida que pareceu ser a mais certa para o Ministério da Educação.

O Delegado Anildo Monteiro garante que após a conclusão das obras os alunos regressarão à Escola de Monte Sossego, sobretudo serão acompanhados pelos professores que tiveram anteriormente. O mesmo não avançou uma data para a conclusão das obras, mas afirma que a obra estará pronta antes do término do ano lectivo.

Uma outra escola que deverá estar pronta ainda antes do final do ano lectivo que iniciou há poucos dias é a Escola da Praça Nova, construída no período colonial e que foi tida como um espaço emblemático e uma das melhores escolas primárias do país. As obras chegaram a arrancar mas dias depois pararam. O Delegado garante que até ao final do ano lectivo estará concluída, pois há verba disponível.

Em declarações à RCV, Anildo Monteiro, Delegado do Ministério da Educação de São Vicente avançou que o problema da paralisação das obras é consequência da falta de cumprimento por parte do empreiteiro. E para ultrapassar esse problema, foi lançado um novo concurso para se fazer uma nova adjudicação das obras.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.