Teatro e vídeo de mãos dadas: Grupo Tal&Qual promove humor através do vídeo

16/09/2015 11:03 - Modificado em 16/09/2015 11:03
| Comentários fechados em Teatro e vídeo de mãos dadas: Grupo Tal&Qual promove humor através do vídeo

teatroO humor nas ruas do Mindelo está a ser promovido pelo grupo de teatro Tal&Qual com parceria da Liga das Associações Juvenis de São Vicente (LAJUV) que anda a filmar pequenas peças de teatro transportando anedotas e críticas sociais para o vídeo.

A ideia surgiu quando o grupo começou a fazer algumas peças teatrais cujos temas espelhavam situações do quotidiano da juventude mindelense e, este ano, começaram a gravar.O grupo Tal&Qual salta do palco para as ruas que passam a ser o cenário das peças. Porém, o conceito para além de apostar no humor, aposta no audiovisual e o foco passa a ser a gravação de anedotas “vivas”, ou seja, divertidas e de arrebatar o riso ao espectador, assegura Nelson Custódio, um dos fundadores do projecto.

Como na maioria dos projectos surgem sempre algumas barreiras, “inicialmente, tínhamos dificuldades em encontrar lugar para ensaiar e em relação ao audiovisual era difícil arranjar materiais que filmassem com qualidade. Estes problemas já estão ultrapassados e actualmente temos obstáculos em conseguir algumas autorizações para gravar em lugares públicos”, diz Nelson. O mesmo garante que o feedback das pessoas tem sido muito positivo, principalmente dos emigrantes e justifica que “sentem Cabo Verde mais perto e de uma forma divertida, assim como algumas pessoas se conseguem identificar nalguns vídeos ou rever alguns amigos”.

Nelson Custódio avança que as perspectivas são as de “elevar ainda mais a qualidade dos vídeos e avançar para uma longa-metragem, projecto esse que tomará forma a partir de Janeiro de 2016.

 O Grupo Tal&Qual juntamente com a Liga das Associações Juvenis de São Vicente apresentam o sketch “A Mentira tem perna curta” que narra que a mentira nunca prevalece, que mais tarde ou mais cedo será descoberta. “A ideia surgiu de histórias que ouvimos quando apareceram os telemóveis aqui em C.V. As pessoas fingiam muito que estavam a falar com alguém para mostrarem que tinham telemóvel, já que ter telemóvel era um luxo naquele tempo”.

Peça gravada em 2015

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.