Golfinho cor-de-rosa avistado nos EUA

10/09/2015 09:03 - Modificado em 10/09/2015 09:03
| Comentários fechados em Golfinho cor-de-rosa avistado nos EUA

golfinho“Pinky”, como foi batizada pela população, foi avistada pela primeira vez em 2007 e é um dos ex-libris entre a comunidade de pescadores daquela região. Vista várias vezes ao longo dos verões, conseguir cruzar-se com ela tornou-se numa pequena recompensa para quem passa horas a fio na água. Este verão, multiplicaram-se os encontros.

 

Erick Rue, do Calcasieu Charter Service, contou à revista “Newsweek” que o primeiro avistamento, ainda “Pinky” era bebé, aconteceu em 2007. “Vinha em direção à costa e a água estava mesmo muito calma. Vi um grupo de golfinhos e algo me pareceu diferente num deles. Esperei. Quando voltaram à superfície, um era cor-de-rosa! Era maravilhoso”, lembrou Rue, que ao longo dos anos conseguiu tirar centenas de imagens.

Apesar de não ser caso único entre os golfinhos, existem muito poucos exemplares de golfinhos rosa no mundo. “Pinky” será albina, segundo a teoria que prevalece na região, já que os golfinhos albinos não são brancos, mas ganham uma pigmentação cor-de-rosa.

“Cem por cento rosa”, exclama Rue, que recusa a teoria de que”Pinky” seja um exemplar do golfinho do Amazonas, que é naturalmente cor-de-rosa. “Sei que existem golfinhos no Amazonas, mas são um pouco feios e manchados. Este é mesmo de um rosa suave de uma ponta à outra”.

A Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOOA) dos EUA tem registo de apenas mais dois casos semelhantes no Golfo do México, um avistado pela primeira vez em 1994 e outro em 2003.

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.