Lazareto: Vazamento de esgoto na praia, um problema sem solução

10/09/2015 08:14 - Modificado em 10/09/2015 08:14
| Comentários fechados em Lazareto: Vazamento de esgoto na praia, um problema sem solução

tubos na praia do Lazareto2O problema já é antigo, mas os moradores e banhistas continuam a queixar-se do vazamento do esgoto na praia. O problema parece não ter solução, pois a Câmara Municipal diz ter feito intervenções para acabar com o vazamento, mas o que é certo é que os moradores e banhistas continuam a queixar-se do mesmo problema.

O vazamento do esgoto na praia do Lazareto é uma questão que tem vindo a incomodar a população há vários anos. A situação já foi abordada várias vezes pelo NN e por diferentes meios de comunicação.

Apesar de vários alertas, as autoridades sanitárias ainda não deram conta do problema ou fazem orelhas moucas, enquanto a situação da praia vem piorando de dia para dia, colocando em risco a saúde pública.

João dos Reis salienta que já era tempo do problema estar resolvido, pois há muito que o têm vindo a exigir das autoridades. O mesmo considera a praia do Lazareto bastante frequentada, sobretudo aos fins-de-semana, mas os banhistas são impedidos de entrarem na água devido à poluição.

As actividades no parque do Lazareto são frequentes, mas persiste o problema “do vazamento e do mau cheiro” incomodando todos os que visitam a zona”, desabafa Cátia Sofia.

A situação do vazamento do esgoto é apenas um dos problemas citados pelos entrevistados. Uma outra indignação dos moradores do Lazareto é “o mau cheiro” proveniente da criação de porcos, um problema que já tinha sido solucionado quando disponibilizaram um espaço para exercer a actividade de criação de porcos.

Contudo, um dos entrevistados conta ao NN que apesar dos moradores disporem de espaço para a criação dos seus animais, outras pessoas oriundas da cidade aproveitaram-se desses espaços situados nas proximidades das habitações para criarem porcos. “Um problema que tem vindo a incomodar os moradores e que já tinha sido proibido”. O mesmo apela à intervenção das autoridades uma vez que os próprios moradores foram impedidos de utilizar esses espaços.

Uma outra situação outras vezes abordada é a da praia de Cova de Inglesa. A praia tem sido um depósito de restos de peixe e de lixo lançados por pessoas que ali perto fazem o tratamento do peixe. Os banhistas estão descontentes com a situação que consideram inaceitável e um perigo para a saúde pública e pedem a intervenção das autoridades sanitárias.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.