Estivadores do Porto Grande exigem transparência e respeito

9/09/2015 08:05 - Modificado em 9/09/2015 08:05
| Comentários fechados em Estivadores do Porto Grande exigem transparência e respeito

porto grandeFalta de transparência e descontentamento em relação aos novos recibos de salários na ENAPOR causa mal-estar entre os estivadores do Porto Grande, Mindelo.

O novo recibo já não detalha todas as operações realizadas pelos estivadores e os respectivos montantes a receber. Em forma a mostrar o seu descontentamento face ao novo recibo, os estivadores realizaram uma manifestação passiva em frente da ENAPOR em São Vicente.

A contestação foi convocada pelo SIACSA e contou com o apoio do SIMETEC. De acordo com os estivadores, a transparência dos recibos é importante porque no recibo anterior era explicado que quando trabalham num navio, têm os contentores, a tonelada, “hora suja e hora dia”, viaturas ligeiras e pesadas e neste actual é colocado apenas o valor monetário e mais nada. E isso causa uma certa desconfiança nos recibos actuais porque não sabem se o trabalho efectuado e o dinheiro recebido batem certo.

Jailson de Aguiar, representante do SIACSA disse a RCV  que a manifestação surgiu porque desde o passado mês de Agosto têm vindo a falar com a ENAPOR com o objectivo de se tomarem devidas medidas para se resolver a situação, mas tal não aconteceu.

Aguiar acredita que a manifestação é uma forma de pressionar a empresa a ouvir os apelos dos trabalhadores.

Além dos recibos, foram feitas outras reivindicações da classe que afirma que até hoje ainda não receberam os salários do mês de Agosto, facto que começa a ser recorrente, falta de protecção de materiais de frio, uniformes e botas, actualização de regime de estiva por toneladas e o desrespeito pela classe.

Em declarações a RCV  o Administrador da ENAPOR, Osvaldo Lopes diz que a empresa tem os salários em ordem e respeita os estivadores e justifica os novos recibos com a necessidade de uniformização de procedimentos. Garante que não há falta de transparência dos recibos considerando normal a reclamação sobre os recibos, “uma vez que nalguma mudança, pode-se verificar alguma falha de comunicação ou informação que poderá ditar este tipo de reacção”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.