EUA utilizarão mais drones na temporada de furacões do Atlântico

7/09/2015 08:22 - Modificado em 7/09/2015 08:22
| Comentários fechados em EUA utilizarão mais drones na temporada de furacões do Atlântico

Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) planeja utilizar mais drones para analisar e prever o desenvolvimento de ciclones na próxima temporada de furacões na Bacia Atlântica, que começa em 1 de junho, informaram nesta segunda-feira fontes do organismo.
drone

“Somos capazes de enviar grandes dados diretamente ao Centro Nacional de Furacões (NHC)”, disse Joe Ciones, cientista da NOAA e diretor do programa Atmospheric Administration’s Coyote, ao jornal “Sun Sentinel”.

Cientistas da NOAA lançaram os primeiros drones, de 13 libras (5,9 quilos) cada um, em setembro para estudar o desenvolvimento do furacão Edouard. E neste ano enviarão mais aparatos de tecnologia avançada com precisos sensores, recolheu o jornal “Sun Sentinel”.
Estes pequenos drones, chamados “Coyotes”, estão desenhados para penetrar nos quadrantes de maior violência do furacão e obter informações que permitirão melhorar os prognósticos meteorológicos.

A missão primária do “Coyote” consistirá em medir a pressão barométrica, a temperatura e a velocidade dos ventos no interior da tempestade.

Após ser lançado desde um avião de reconhecimento da NOAA no núcleo de um sistema tropical, suas asas se encaixam e seu pequeno motor elétrico o faz girar na vertical.

Depois, um piloto do avião dirige por controle remoto o drone, que conduz a várias zonas da tempestade tropical.

O aparelho teleguiado pode processar informações meteorológicas que um avião não é capaz de coletar, já que o drone é capaz de voar aos níveis mais baixos do furacão, o que seria muito perigoso para um avião com tripulação a bordo.

Especialistas em Ciências Atmosféricas da Universidade Estadual do Colorado prevêem que a temporada de furacões na bacia atlântica, que começou em 1 de junho e termina em 30 de novembro, seja uma das “menos ativas” desde meados do século XX.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.